Atacante entrou no segundo tempo e teve boa atuação diante do Atlético Mineiro. Foto: geraldo Bubniak/AGB

O Coritiba voltou para a zona de rebaixamento após a derrota para o Atlético Mineiro. Mas a situação não é desesperadora neste momento. A equipe do Alto da Glória tem o mesmo número de pontos que o 16º colocado, o Athletico, a diferença está na no saldo de gols. A sequência da Série A, reserva dois jogos como visitante, porém será contra adversário direitos na luta contra a zona de rebaixamento. O lanterna Goiás e o maior rival, o Athletico. A equipe de Jorginho conquista mais pontos com visitante do que como mandante nesta Série A, um fator que pode ajudar o Coritiba neste momento.

“Temos pela frente um adversário que também está na zona de rebaixamento, vamos observar os últimos jogos deles, afinal temos que ir por partes. Não conseguimos pensar no jogo seguinte (diante do Athleitco), se ainda não jogamos diante do Goiás. Vamos ver muitos vídeos, jogos, entender as tendências e padrões táticos da equipe goiana para que possamos trabalhar em cima disso’’, observou o comandante.

O resultado, em muitos casos, por não expressar a atuação da equipe. Mas Jorginho acredita que se a equipe continuar assim, sairá e se afastará da zona de rebaixamento. “O segundo tempo que a equipe apresentou diante do Atlético Mineiro, me deixa me esperançoso de que essa equipe tem todas as condições de sair da zona de rebaixamento. Sabemos que não será tão simples assim, não apenas fugir da ZR, como se distanciar completamente, isso vai acontecer normalmente mais para o segundo turno. Eu vi que essa equipe tem condição e capacidade; inclusive com os reforços pontuais que vão chegar, eu creio que teremos uma equipe mais qualificada e capacitada e com opções de jogo”, avaliou o treinador.

O Coritiba realiza o último treino nesta manhã em Curitiba e depois embarca para Goiânia, local da partida desta quarta-feira, diante do Goiás, às 18h, no Estádio da Serrinha.