Presidente Samir Namur no arbitral do Campeonato Paranaense. (Pedro Melo/Banda B)

O presidente Samir Namur já trabalha com a possibilidade do Coritiba continuar na Série B por mais uma temporada. Em entrevista durante o arbitral do Campeonato Paranaense, o mandatário alviverde declarou que o clube precisa estudar “todas as possibilidades”, mas segue confiante no acesso para a elite do Brasileirão.

“Internamente, é dever de qualquer diretoria planejar todos os cenários possíveis. É claro que nós fazemos isso, mas sem tirar a certeza de que o Coritiba tem condições ainda e que é possível ainda. Enquanto a matemática permitir, nós vamos lutar pelo acesso à Série A. Internamente, não se trata ainda de reconhecer que o Coritiba está na Série B de 2019. O Coritiba vai lutar para estar na Série A de 2019”, afirmou o presidente.

Independente do resultado final da Série B, a estratégia do Coritiba será a mesma deste ano para a disputa do estadual, com a utilização de diversos jogadores das categorias de base. Na edição deste ano, jogadores como os zagueiros Romércio e Thalisson Kelven e o volante Júlio Rusch ganharam uma chance sob o comando de Sandro Forner.

Namur destacou as boas campanhas do clube no Brasileirão sub-20 e no Brasileirão de Aspirantes.”Essa discussão ainda não foi feita com profundidade pela diretoria. O nosso foco ainda é conseguir o acesso, mas existe uma tendência. Foi uma bandeira que levantamos na campanha e está no plano de metas. Não dá para esquecer que o Coritiba ficou entre os oito primeiros colocados no Brasileirão sub-20, está na semifinal do Brasileiro de Aspirantes e temos uma safra muito boa para isso também”, comentou.

Outra bandeira defendida pelo clube é a redução de gastos no futebol e na área administrativa. “A nossa intenção de enxugamento tanto do futebol, quanto da área administrativa do clube vem desde o início do ano. Nós encontramos várias dificuldades de fluxo de caixa que nos impediu de fazer rescisões que queríamos fazer. Só não fizemos para onerar ainda mais o passivo trabalhista do clube. Esse é o princípio de gestão do clube. Se o cenário de 2019 for uma grande perda de receita, não vai ter alternativa”, afirmou o mandatário alviverde.