Com Kleber em campo, time marcou 16 dos 22 gols anotados na competição (Divulgação/Coritiba)

Em constante decadência no Brasileirão e passando a ser ameaçado pelo risco de rebaixamento, o Coritiba tem convivido com um grande problema na competição: o baixo desempenho ofensivo. Sem contar com o seu artilheiro na temporada, o atacante Kleber, o time tem o segundo pior ataque do campeonato, tendo marcado apenas seis gols sem a presença do jogador em campo.

Depois de ter iniciado bem o Brasileiro, com quatro vitórias em cinco partidas, o time iniciou a oscilação após a suspensão do Gladiador, na sétima rodada, no duelo contra o Bahia. Ao todo, entre efeito suspensivo e retorno da punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o camisa 83 atuou em 11 jogos, estando em campo em cinco dos sete triunfos alviverdes na competição.

Com Kleber no ataque coxa-branca, o time balançou as redes 16 vezes. Sem ele, apenas seis, desempenho este que coloca o Coritiba com o segundo pior ataque do Campeonato Brasileiro junto do lanterna Atlético-GO, com 22 gols marcados, acima apenas do Avaí, que marcou 15 gols.

Depois de ter sido liberado com a pena convertida em ações sociais, o Gladiador retornou no clássico Atletiba, no último dia 10, mas acabou sendo punido novamente em duas partidas por críticas ao STJD, além de ter sido submetido a uma artroscopia no joelho. A previsão de retorno é de um mês.