Eduardo Barroca. (Geraldo Bubniak/AGB)

Eduardo Barroca é contra uma possível mudança de regulamento no Campeonato Brasileiro, por conta da provável falta de datas que será gerada pela quarentena do novo coronavírus no futebol nacional. O técnico do Coritiba conversou com a Banda B, nesta terça-feira (31), e disse que ainda é cedo  para cogitar tal possibilidade, já que ainda não há um prazo para a normalização dos torneios nacionais e estaduais.

“Entendo que não deveria ser ideal a mudança na fórmula [do Brasileirão]. Acho que é ainda muito prematuro pensarmos nisso sem nem um prazo para voltar a disputa dos torneios”, disse à reportagem. Sobre o Campeonato Paranaense, Barroca acredita que, se for possível, o campeonato deva ser finalizado. “Sou favorável a que o campeonato se decida dentro de campo, mas em primeiro lugar devemos colocar a saúde de todos”, afirma.

A opinião vai ao encontro do que o presidente do Coritiba, Samir Namur, disse nesta semana, em entrevista ao Youtube oficial do Coxa. “O Coritiba é completamente contra a mudança do regulamento do campeonato nacional. O Brasileiro deve ter as 38 rodadas e isso é inegociável”, explicou o cartola.

Barroca também falou sobre a volta aos treinamentos no Coritiba, que foi definida para o fim do mês de abril.

“Em um primeiro momento, trabalhamos com um retorno no dia 21 de abril, no período da tarde, mas o clube sempre deixa claro que vai voltar após a confirmação da segurança de todos. Nesse ponto, o Coritiba está de parabéns por manter a comunicação com os funcionários”, acrescentou.