Por Esporte Banda B

Faixa em protesto contra presidente da FPF. (Osmar Antônio/ Banda B)Faixa em protesto contra presidente da FPF. (Osmar Antônio/ Banda B)

Denunciados pelo TJD-PR por faixas contra o presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Hélio Cury, Atlético e Coritiba divulgaram uma nota de repúdio a denúncia do Tribunal. Os clubes, que irão a julgamento, alegaram que a denúncia é antidemocrática.

Enquadrados no artigo 213, 1 (desordens em sua praça de desporto), Coxa e Furacão podem ser punidos com multa de 100 a 100 mil reais. As faixas foram estendidas nos setores destinados aos dois clubes no estádio Couto Pereira, durante o clássico Atletiba do último dia 22. Na ocasião, foi ordenada a retirada das duas faixas.

Em protesto contra o presidente da FPF, que está suspenso de suas funções, as faixas continham os seguintes dizeres: “Federação não é biscate, fora Hélio Cury”.

Confira a nota oficial de repúdio da dupla Atletiba:

O Clube Atlético Paranaense e o Coritiba Foot Ball Club foram denunciados pela Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná no clássico Atletiba. De acordo com a denúncia, os clubes deixaram de coibir a desordem em praça desportiva por não identificar os indivíduos que estavam com uma faixa com os seguintes dizeres: “A FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL NÃO É BISCATE, FORA HELIO CURY”. A multa prevista está entre R$100 e R$ 100.000,00.

O CAP e o CFC repudiam de forma veemente esta denúncia de cunho antidemocrático e expressam incredulidade acerca da mesma, pois a exteriorização da crítica pelas torcidas, além de ser um fato atípico à luz do CBJD, está em perfeita consonância com princípio basilar de um Estado Democrático de Direito, consistente no direito constitucional de livre manifestação do pensamento, assegurado pelos artigos 5º, inciso IV e 220, §2, ambos da Constituição Federal.