Argel Fucks comentou sobre duelo decisivo (Osmar Antônio/Banda B)

Empatado em pontos com o adversário, o duelo do Coritiba diante do Guarani, neste sábado (03), é ‘matar ou morrer’ para as duas equipes. Com oito pontos de distância para o G4 da Série B, o técnico Argel Fucks trata o compromisso do fim de semana como determinante para se manter vivo no sonho do acesso à elite do futebol brasileiro.

“Eu sempre digo que o melhor resultado é sempre o nosso. Nós precisamos fazer a nossa parte, que é bem simples: ganhar. Precisamos de uma vitória para não dar adeus ao campeonato. Isso serve para nós e para o adversário. Amanhã, quem perder o jogo, consequentemente está fora da disputa. Precisamos nos manter fortes na nossa casa e temos na nossa consciência que precisamos ganhar, não há outra forma”, disse Argel em entrevista coletiva.

Para o compromisso, o treinador terá que buscar soluções para as ausências do goleiro Wilson e do artilheiro Guilherme Parede, duas das principais peças da engrenagem da equipe na Série B. “Primeira coisa você tem que absorver, não dá para usar como desculpa. Aconteceu a lesão, é algo do futebol, temos que continuar o nosso trabalho. O importante é nós acreditarmos. O discurso é sempre o mesmo, de que nós acreditamos. Existem possibilidades matematicamente, temos que acreditar e não é só da boca para fora. Temos trabalhado, resolvido problemas e vamos lutar com os desfalques que temos”, comentou.

Sem o goleiro titular, Rafael Marques será o substituto na meta. Já no lugar de Parede, Argel Fucks aposta em Yan Sasse como alternativa e espera que a partida seja o início de uma afirmação do prata da casa. “O Yan será o titular. Ele é um atleta de muita qualidade, precisa entender que é o momento dele e que precisa deixar de ser promessa para virar uma realidade. É uma oportunidade em um jogo importante, com duas equipes muito parecidas. É uma curiosidade minha colocá-lo para jogar e ele vai para a partida amanhã”, destacou.

Chiquinho retorna, mas fica no banco

Outra novidade do Coritiba para o duelo contra o Bugre será o retorno do meia Chiquinho após ter ficado de fora do empate com o Paysandu, por conta de um problema no joelho. No entanto, o atleta ainda não reúne condições de atuar 90 minutos e  fica à disposição no banco de reservas.

“Voltamos ao sistema que começamos o campeonato, no 4-4-2. O Chiquinho é um jogador que está convocado e vamos usá-lo durante a partida. Ele estará no banco de reservas, ainda não consegue jogar os 90 minutos por ter ficado parado. O joelho é um pouco diferente. É uma oportunidade para o Yan, acreditamos no potencial dele. Tenho certeza que a equipe confia nele, eu também confio. Vamos dar chance de começar a partida e render tudo aquilo que esperamos, para que possa brigar pela titularidade”, concluiu Argel.

O Coxa encara o Guarani neste sábado (03), às 19h30, no Couto Pereira, em duelo válido pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Assista à entrevista coletiva do técnico Argel Fucks:

Entrevista do técnico Argel Fucks falando sobre o jogo contra o Guarani.

Posted by Esporte Banda B on Friday, November 2, 2018