Jorginho não ficou nada satisfeito com o desempenho da equipe no empate diante do São Paulo (Geraldo Bubniak/AGB)

O empate diante do São Paulo, jogando no Couto Pereira, faz com que o Coritiba permaneça mais uma rodada na zona de rebaixamento. Com um esquema com três volantes, a atuação durante os 90 minutos, preocupou o técnico do Verdão. O técnico completou o sétimo jogo à frente da equipe e mesmo com algumas semanas sem jogos, não conseguiu implementar a sua forma de jogar.

“Eles tem que entender, que o Coritiba não se pode dar ao luxo de jogar apenas com a bola no pé, que ter qualidade técnica basta; somente isso, não vai bastar. Nós somos uma equipe e o nosso objetivo maior é permanecer na primeira divisão”, disse o treinador.

Em relação ao jogo, Jorginho soube se valer de uma característica da equipe paulista, construção de jogadas desde o campo de defesa, sem utilizar o chutão e com muitas trocas de passes. O Verdão pressionou a saída de bola, lance que originou a falta e o gol da equipe.

“Sabíamos que o São Paulo era uma equipe jogava para frente, e nós aproveitamos do estilo de jogo deles para fazer o gol. A falta sofrida pelo Gabriel e o gol do Robson, deu o tom do que deveríamos ter explorado mais. Não é momento para desespero, existem muitas equipes numa situação extremamente delicada, com investimento muito maior que o nosso. Sabemos como é o campeonato e, encaixando duas a três vitórias conseguimos subir rapidamente na tabela e é o que vamos em busca neste momento”, analisou o comandante técnico do Verdão.

O meia Sarrafiore, contratado com status de titular, atuou por apenas 45 minutos, na partida diante do Vasco. E nas outros jogos, mesmo relacionado, sequer foi utilizado pelo treinador do Verdão. Jorginho, foi taxativo aos falar sobre o jogador. “Opção ele foi, eu que não coloquei”, disse ironicamente, em entrevista coletiva.

Para a posição, o jovem Guilheme Biro foi o escolhido e fez a sua estreia na equipe profissional e foi elogiado pelo treinador. “Estou muito feliz pela atuação dele, eu queria intensidade, coisa que estava faltando em nossa equipe em alguns momentos. Ele mostrou intensidade, qualidade e que tem uma ótima transição ofensiva, corajoso e é muito provável que, se ele não tiver nenhum problema físico, deve jogar novamente e é isso que eu quero dos meus atletas”, avaliou positivamente.

Com apenas 12 pontos e mergulhado na zona de rebaixamento, o Coritiba volta a campo já na próxima quarta-feira (07), às 19h15 diante do Grêmio, na Arena Grêmio. Em caso de vitória, o Coxa ultrapassa a equipe gaúcha na classificação.