Wilson é o principal nome do elenco do Coritiba. (Geraldo Bubniak/AGB)

Com uma verba de aproximadamente R$ 46 milhões para a próxima temporada, o Coritiba terá dificuldades para manter os jogadores mais bem renumerados na temporada de 2019. Um desses nomes é o goleiro Wilson, principal nome da equipe nos últimos anos, que pode sair do clube caso receba uma proposta financeiramente viável.

“O caso do Wilson é o mais sensível deles. Não estamos em caso de formação de elenco. Falaria isso para o Wilson sem problema algum, pois é o capitão do time e eu sou o presidente. Imagino que em planejamento, vamos fazer esforço muito grande para manter o Wilson, por tudo que representa. Mas pode ser que chegue ao ponto de dizer que financeiramente não dá. Neste meio tempo é possível que venha uma proposta para ele. É possível que saia, por conta disso. Mas há a possibilidade de fazermos um esforço para que fique”, afirmou o presidente Samir Namur, em entrevista à Banda B.

Já o atacante Guilherme Parede, com contrato até 2021, está nos planos do clube para a próxima temporada, mas também pode sair se tiver uma boa proposta. “Ele tem multa rescisória bem alta para dentro do Brasil e fora. É um atleta que está aberto a negociação desde que seja uma proposta grande para o Coritiba. Mas é um atleta que a gente conta para o ano que vem”, explicou o presidente coxa-branca.

Em contrapartida, o lateral-esquerdo William Matheus não está nos planos do clube por ter um dos salários mais altos do elenco. “O William Matheus é um jogador importante para nós, mas é um atleta com salário muito alto e provavelmente vamos buscar mercado para ele”, comentou Namur.

Assista à entrevista do presidente Samir Namur

Entrevista Samir Namur

AO VIVO E EXCLUSIVO!!!!Entrevista com o presidente Samir Namur, do Coritiba

Posted by Esporte Banda B on Thursday, November 8, 2018