Alex Muralha. (Divulgação/Coritiba)

O goleiro Alex Muralha chegou ao Coritiba sob muita desconfiança após uma passagem muito ruim pelo Flamengo. Menos de 20 dias, o jogador teve boas atuações, principalmente nas vitórias sobre Cianorte e FC Cascavel, e até já jogou a camisa para alguns torcedores.

“Fazia um tempo que não dava camisa para torcedor. No Japão, dava de vez em quando, mas no Brasil, fazia um tempinho. É bom ter o carinho do torcedor, ainda mais das crianças, que eu adoro bastante. Eu fico muito feliz, esperava um pouco de dificuldade, mas isso foi uma coisa que deu confiança para trabalhar”, declarou o goleiro.

Além disso, Alex Muralha comemorou a rápida adaptação com o elenco do Coritiba. “Estou me sentindo muito bem, me adaptei muito rápido e o pessoal que trabalha aqui é muito carinhoso. O grupo também é muito bom, eu me adaptei muito rápido e estou me sentindo muito bem aqui”, disse.

Com Muralha em campo, o Coritiba busca a recuperação na Taça Dirceu Krüger, o segundo turno do Campeonato Paranaense, após a derrota para o Cascavel CR por 1 a 0. O goleiro sabe da dificuldade que será a partida contra o Rio Branco, que briga para escapar do rebaixamento.

“É um jogo que precisa tomar muito cuidado. Quando estava em times não tão de expressão, eu dava a minha vida pela oportunidade de estar ali. Não vai ser jogo fácil e precisa trabalhar bastante para sair com a vitória”, declarou o goleiro alviverde. “A gente tem que estar sempre buscando a regularidade, fazer bons jogos e ter uma média boa. É um campeonato muito longo, e a gente sempre conversa que todo mundo é importante. Tem que manter a nossa marca de luta, independente de quem joga”, acrescentou.