Athletico e Paraná retornam aos treinamentos na segunda. (Geraldo Bubniak/AGB)

Os clubes do futebol brasileiro estão autorizados a voltarem aos treinamentos após o término dos 30 dias de férias coletivas dos jogadores e membros das comissões técnicos. A reportagem da Banda B apurou que Athletico e Paraná pretendem retornar aos treinos já na próxima segunda-feira (04).

Assim como fez o Goiás desde o último dia 21, o Paraná volta às atividades apenas em home office no começo da próxima semana. A intensão é retornar aos treinamentos no CT Ninho da Gralha em pequenos grupos a partir do dia 11. A comissão técnica vai controlar os trabalhos feitos pelos atletas em casa.

O Athletico vai adotar uma medida pouco diferente para os treinamentos. Os jogadores vão se dividir em pequenos grupos para evitar qualquer tipo de aglomeração e vão revezar os treinos no CT do Caju e em suas residências.

Já o Coritiba ainda não definiu a data para retorno, mas já planeja como serão as atividades. A primeira fase com treinamentos mais isolados e individualizados. Em seguida, treinos com alguns contatos e a terceira fase com a liberação dos total das atividades.

Em reunião realizada por videoconferência nesta terça-feira (28), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sugeriu que, se possível, as federações tentem voltar com os estaduais a partir do dia 17 de maio. O cenário pode ser diferente em cada estado pela diferença que existe no número de casos do novo coronavírus.

Na semana passada, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) iniciou o planejamento para a volta do estadual justamente na data sugerida pela CBF. A entidade aguarda a autorização da Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Paraná (SESA).

O Campeonato Paranaense foi suspenso após a última rodada da fase de classificação. Os confrontos das quartas de final são Coritiba x Paraná, FC Cascavel x Rio Branco, Athletico x Londrina e Operário x Cianorte. Os jogos devem acontecer em ida e volta, conforme determinado no regulamento da competição.

As únicas definições no estadual são os rebaixados (União e PSTC) e os três classificados para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2021 (FC Cascavel, Cianorte e Rio Branco). Ainda falta definir o campeão e os representantes na Copa do Brasil de 2021.