Hélio Cury foi reeleito pela terceira vez para a presidência da FPF (Guilherme Coimbra/Banda B)

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) seguirá sob o comando de Hélio Cury. Candidato único após a impugnação da chapa da oposição, o atual mandatário foi reeleito presidente da entidade pela terceira vez, com 49 votos favoráveis, na manha deste sábado (30), em Curitiba, e seguirá comandando a FPF no próximo quadriênio (abril/2019 a abril/2023), completando assim 16 anos na presidência. A eleição contou ainda com três votos brancos e dois nulos.

Cury teria a concorrência do empresário londrinense Gilberto Ponce, da chapa ‘Rumo Certo’, que teve a sua candidatura impugnada pela Comissão Eleitoral na noite de sexta-feira (29) pela ausência de subscrições suficientes para concorrer ao pleito – ao todo, são necessárias 20 assinaturas, e o opositor conseguiu apenas sete. O candidato ainda tentou recorrer da decisão, mas não obteve sucesso.

Com isso, apenas um voto seria necessário para contemplar mais uma reeleição de Hélio Cury, que assumiu pela primeira vez a FPF em 2007. O apoio maciço dos 56 filiados que apoiaram a candidatura da ‘Chapa Transformação’ prevaleceu e o dirigente seguirá no comando da FPF.

“Não sou eu que acredito e sim os filiados. Nós tivemos um apoio de inscrição de chapa de 56 filiados num total de 61. Isso demonstra que o pessoal está satisfeito com o trabalho que vem sendo feito. Quem conhece a situação da FPF há dez anos atrás, sabe das dívidas que tinham. Hoje nós conseguimos sanar praticamente todas pagas e as que não estão, hoje estão em litígio, com o dinheiro para pagar. Somando tudo isso e com o apoio dos filiados, temos muitas coisas ainda para fazer”, comemorou Hélio Cury.

Ao seu lado, Hélio Cury terá o apoio de sete vices-presidente: Amauri Escudero Martins, Amilton Stival, Hélio Henrique de Camargo, Idu Marcelo Blaszczak, José Aparecido Faleiros, José Luiz dos Santos e Nelson Ubiratan Baptista.