Tiago Nunes comandou o Atlético na reação do Brasileiro (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

Mesmo sem alcançar o objetivo da vaga para a Libertadores, o Atlético encerra o Campeonato Brasileiro com um bom motivo para comemorar. Lanterna antes da parada para a Copa do Mundo, o time finalizou a competição com a segunda melhor campanha após Tiago Nunes assumir o comando, ficando atrás apenas do campeão Palmeiras.

Campeão estadual com o time de aspirantes, Nunes assumiu a equipe principal após a demissão de Fernando Diniz. Ao todo, foram 26 partidas no Brasileirão, com 14 vitórias, seis empates e seis derrotas, com 48 pontos somados e um aproveitamento de 61,5%.

A melhor campanha foi do Palmeiras, que conquistou o título nacional e também teve grande ascensão com a troca de comando no pós-Copa, quando demitiu Roger Machado e trouxe Luiz Felipe Scolari. Invicto desde então, o Alviverde conquistou 61 pontos. Já na terceira aparece o Internacional, com 47 pontos, na quarta e quinta, Flamengo e Grêmio, ambos com 46. O São Paulo é sexto, com 40, e a grande surpresa, o Ceará de Lisca, com 39 pontos, em sétimo.

Condutor da reação rubro-negra, o treinador creditou a boa campanha no segundo semestre ao poder de recuperação dos jogadores. “Não tem nada que questionar os atletas. Tem que dar muita moral para esses caras pelo trabalho incrível que fizeram durante o ano. A personalidade que a equipe teve de recuperar a sua auto estima no pós-Copa. Foi uma campanha muito boa do Atlético”, afirmou.

Apesar de ter arrancado no Brasileiro, o Furacão não conseguiu a classificação para a Libertadores via competição nacional. A equipe fechou a participação no campeonato com 57 pontos, dois a menos que o xará mineiro, primeiro time no G6, que terminou com 59.

“Nós podemos elencar vários jogos que a gente poderia ter vencido, tido uma pontuação melhor. Mas, se a gente somar dois pontos apenas, que é a diferença, tem os jogos de Internacional e Santos, que fomos prejudicados pela arbitragem e nos colocariam na Libertadores”, lamentou o treinador.

O Atlético agora volta as atenções para decisão da Copa Sul-Americana. O time entra em campo na próxima quarta-feira (05), às 22h45 (horário de Brasília), diante do Junior Barranquilla, no Estádio Metropolitano de Barranquilla. O jogo de volta acontece na semana seguinte, dia 12, na Arena da Baixada.