Atlético, de Tiago Nunes (foto), ganhou fora de casa apenas na Sul-Americana. (Monique Vilela/Banda B)

O técnico Tiago Nunes acredita que o empate do Atlético em 1 a 1 foi o resultado mais justo pelas circunstâncias da partida. O tropeço deixou o Furacão ainda sem vitórias fora de casa, mas na briga por uma vaga na Libertadores via Campeonato Brasileiro.

“Um jogo muito parelho, equilibrado e muitas situações criadas de gol. Em alguns momentos uma equipe teve um domínio sobre a outra. A partir do gol, a característica do jogo mudou porque o Vasco recuou um pouco. A gente sentiu um pouco desse ‘bafo’, a temperatura estava muito alta no gramado e é normal esse desgaste. O resultado acaba sendo justo porque buscamos o resultado de empate até o final e fizemos as mudanças com esse foco. Fomos premiados em um lance que não treinamos”, avaliou o treinador.

De acordo com Nunes, o fato de ainda não ter vencido fora de casa no Brasileirão não atrapalha o desempenho dos jogadores. “Essa é a pergunta de 1 milhão de dólares. Cada jogo tem sua história e análise, mas não estamos encarando isso como um peso. Se encararmos como um peso a mais, pode atrapalhar o mérito da campanha. Vale lembrar que já fomos 20º colocado, atrás do Paraná, e conseguimos pontos importantes. Temos ainda dois jogos fora de casa e vamos buscar uma vitória. Se conseguir essa pontuação, temos a condição de buscar, no mínimo, a sexta colocação”, explicou.

A próxima tentativa do Atlético ganhar como visitante será no sábado (17) contra o Vitória, às 19h (horário de Brasília), no estádio Barradão.

Assista à entrevista do técnico Tiago Nunes

Coletiva Tiago Nunes

Posted by Esporte Banda B on Wednesday, November 14, 2018