Téo Gutierrez marcou o gol do Junior Barranquilla. (Reprodução/Club Junior FC)

O Junior Barranquilla será o adversário do Atlético na decisão da Copa Sul-Americana. Após vencer a ida por 2 a 0, fora de casa, o time derrotou novamente o Independiente Santa Fé, desta vez por 1 a 0, e garantiu a classificação inédita para a final.

Por conta do sorteio realizado ainda na segunda fase da competição, a primeira partida da decisão será em Barranquilla, na próxima quarta-feira (05/12). Já a volta acontecerá no dia 12 de dezembro, na Arena da Baixada.

O jogo

Com uma boa vantagem conquistada na ida, o Junior carimbou a vaga para a final logo aos 22 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento da esquerda, o experiente Téo Gutiérrez empurrou a bola para as redes, mas teve que esperar para comemorar. O árbitro Patrício Loustau aguardou o árbitro de vídeo para validar o gol.

Porém, nem tudo foi festa para o time de Barranquilla. Téo Gutierrez, artilheiro do Júnior e jogador da seleção colombiana, foi expulso ainda no primeiro tempo. Ele é desfalque certo para a primeira partida da final contra o Atlético.

Já no segundo tempo, o finalista teve mais um problema. O lateral-esquerdo Fuentes também foi expulso de campo e é outro desfalque para a decisão. Mesmo com dois jogadores a menos, o Independiente Santa Fé não conseguiu reverter a desvantagem, ainda teve as expulsões dos atacantes Arley Rodriguez e Guastavino, e o Junior comemorou a vaga.