Atlético confia na força da torcida em casa. (Miguel Locatelli/Atlético)

Depois do empate em 1 a 1 com o Junior Barranquilla, os jogadores do Atlético apostam no apoio da torcida na Arena da Baixada para conquistar o título da Sul-Americana. A expectativa é de quebra de recorde de público no estádio atleticano.

Para o volante Wellington, o Atlético é quem manda na Arena da Baixada. “O Junior não chegou na final por acaso e demonstrou porque estava na final. É um excelente time, a gente tem que respeitar, ter humildade e saber que não tem nada ganho. Só que dentro de casa quem manda somos nós. Temos que fazer valer esse mando de campo para sairmos campeões”, avisou.

O volante Bruno Guimarães ainda acrescentou que o apoio da torcida será o diferencial no jogo. “O que vai mudar é o apoio da torcida. A Arena vai estar cheia para nos empurrar do começo ao fim. É tentar fazer um grande jogo em casa”, afirmou.

Já o técnico Tiago Nunes também destacou a importância dos torcedores no confronto de volta. “Conseguimos sair com um resultado que nos possibilita com o apoio do nosso torcedor, tentar vencer. Temos que ter uma imposição física, técnica e contamos com o apoio do torcedor”, comentou.

Confira outras declarações dos jogadores na zona mista

Wellington

Esses fatores não atrapalham porque a gente é atleta, viaja o tempo todo tempo e está acostumado a pegar avião e ônibus. Foi um jogo muito igual no meu modo de ver. Claro que teve momentos que eles foram melhores porque estavam em casa e com o apoio da torcida. Agora, a gente tem uns dias para descansar, recuperar todo mundo e fazer um excelente jogo na Arena para sair campeão.

Bruno Guimarães

Comemora [o resultado] ainda mais como foi o jogo. Acho que foi um resultado justo pelo que foi. Agora é descansar e focar para conquistar o título em casa.

[Junior é um] time muito qualificado. Eles têm um camisa 24 [Cantillo] e outro camisa 10 [Barrera] que são diferenciados. Vamos conversar, treinar nesta semana para tentar encaixar nos pontos fracos deles.

Raphael Veiga

A gente fez um jogo bom. Vai chegando no final da temporada, não só o Pablo, mas todo o jogador tem alguma dorzinha. A equipe deles é muito qualificada e foi empurrada pela torcida. O 1 a 1 é um resultado bom porque nós somos fortes na Arena.

Santos

Nós sabemos da força da nossa equipe dentro da Arena. Esperamos uma linda festa junto com o nosso torcedor e esperamos retribuir com uma vitória e o título.

[Pênalti perdido] foi um lance importante, em um momento muito difícil que a nossa equipe estava vivendo, mas o importante foi o resultado. O empate não nos dá a vantagem, mas nos dá uma tranquilidade e um ânimo a mais para o jogo de volta.