Atlético segue em sétimo lugar no Brasileirão. (Miguel Locatelli/Atlético)

O Atlético empatou com o Vasco em 1 a 1, mas deixou o campo de São Januário com um gosto de vitória. Depois de sair atrás do marcador, o Furacão empatou no último lance da partida e conseguiu mais um ponto na briga por uma vaga na Libertadores via Campeonato Brasileiro.

O gol do Vasco aconteceu após um erro do artilheiro Pablo. O atacante atropelou Andrés Rios dentro da área e o árbitro Leandro Pedro Vuaden marcou o pênalti. Na cobrança, Thiago Galhardo cobrou rasteiro no meio e balançou as redes.

Já o empate do Furacão saiu apenas nos acréscimos do segundo tempo. Pablo aproveitou cruzamento na área, mas foi travado pela defesa. A bola sobrou para o zagueiro Léo Pereira que deixou tudo igual.

Depois do resultado no Rio de Janeiro, o Atlético segue longe de Curitiba e joga na próxima rodada contra o Vitória, em Salvador.

O jogo

A partida começou em São Januário com o Vasco em busca do primeiro gol. Aos 12 minutos, Thiago Galhardo cruzou a bola na área e Kelvin cabeceou para a defesa em dois tempos de Santos. Já aos 20, Rildo recebeu nas costas de Jonathan, deu um toque na saída do goleiro, mas a bola foi pela linha de fundo.

O Rubro-Negro respondeu também em um lançamento longo. Marcelo Cirino recebeu bom passe de Lucho González e parou no goleiro Fernando Miguel. Ainda no primeiro tempo, o Vasco perdeu o lateral-esquerdo Ramon e o atacante Rildo por contusão.

Na volta do segundo tempo, o jogo ficou aberto para os dois lados. Primeiro, o Vasco apareceu com perigo, mas Andrés Rios chutou em cima do goleiro Santos. A resposta do Atlético foi em um belo chute da trave que parou na trave direita.

Em um momento que a partida estava bem equilibrada, o Vasco conseguiu o primeiro gol. Pablo derrubou Andrés Rios dentro da área e o árbitro marcou a penalidade máxima. Na cobrança, Thiago Galhardo cobrou no meio do gol e abriu o placar.

O gol sofrido pelo Atlético obrigou o técnico Tiago Nunes a mexer no meio-campo e no ataque Lucho González e Marcelo Cirino deixaram o campo para as entradas de Bruno Guimarães e Rony. Depois ainda entrou Marcinho na vaga do lateral-direito Jonathan.

Após as três mudanças, o Furacão buscou o gol de empate no abafa e conseguiu no último lance da partida. Cruzamento para o meio da área, Pablo foi travado pela defesa e a bola sobrou nos pés de Léo Pereira que empurrou para as redes.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1X1 ATLÉTICO

Data: Quarta-feira, 13 de novembro de 2018.
Horário: 19h30 (horário de Brasília).
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS).
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS).

Vasco: Fernando Miguel; Raul, Henriquez, Leandro Castán e Ramon (Henrique); Willian Maranhão, Andrey, Thiago Galhardo; Kelvin (Desábato), Rios e Rildo (Giovanni Augusto).
Técnico: Alberto Valentim.

Atlético: Santos; Jonathan (Marcinho), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Lucho González (Bruno Guimarães) e Raphael Veiga; Nikão, Marcelo Cirino (Rony) e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes.

Gols: Thiago Galhardo (VAS), aos 22′ do primeiro tempo, e Raphael Veiga (CAP), aos 50′ do segundo tempo.
Cartão amarelo: Willian Maranhão (VAS).