André Jardine e Ricardo Colbachini são opções para o time de aspirantes do Atlético. (Rubens Chiri/São Paulo e Divulgação/Internacional)

Ainda planejando a temporada de 2019, o Atlético está em busca de um novo técnico para o time de aspirantes. O principal nome é de André Jardine, atualmente no São Paulo e que até iniciou conversa com a diretoria. A negociação ficou mais complicada após o treinador assumir o time principal do Tricolor paulista na reta final do Brasileirão.

Caso o negócio com Jardine não avance, o Rubro-Negro tem mais dois alvos. Um deles é Ricardo Colbachini, atualmente no time B do Internacional. Ele está no comando da equipe que disputa a final do Campeonato Brasileiro de Aspirantes pelo segundo ano consecutivo. Além do Colorado, o treinador já trabalhou no Caxias e na base de Grêmio e Juventude.

Uma aposta em Colbachini seguiria a mesma linha de Tiago Nunes. O treinador de 38 anos também passou pela base de Grêmio e Juventude, mas a diferença foi que teve algumas experiências em clubes profissionais. Porém, quando Nunes chegou ao Atlético para comandar o aspirantes, ainda era uma aposta.

Tiago Nunes foi contratado pelo Atlético em abril do ano passado e conquistou grandes resultados desde as categorias de base. Levou o sub-20 para a semifinal do Campeonato Brasileiro de 2017 e ganhou o Campeonato Paranaense deste ano com os aspirantes. Desde junho, ele é o técnico do time principal e o responsável pela arrancada na Série A, além da campanha histórica na Sul-Americana.