Renan Lodi foi o principal nome da vitória do Atlético. (Geraldo Bubniak/AGB)

O jovem Renan Lodi, de apenas 20 anos, foi o grande nome da vitória do Atlético por 2 a 0 contra o Fluminense, pela ida das semifinais da Copa Sul-Americana. O lateral-esquerdo, que marcou o primeiro gol e deu assistência para Rony, revelou que passou um filme de toda a sua trajetória no clube.

“Vai ser a noite mais feliz da minha vida por tudo que aconteceu na partida. Na hora do gol passou um filme na minha cabeça pelo tempo que passei no clube desde 13, 14 anos. Fico feliz também pelo fato da gente não ter tomado gol. Fico muito feliz por tudo que aconteceu”, declarou o lateral-esquerdo.

Renan Lodi é uma das principais revelações do Atlético nos últimos anos. Ele foi um dos destaques da equipe de Tiago Nunes na campanha do título do Campeonato Paranaense. Na sequência, foi promovido ao time principal, mas ficou na reserva de Thiago Carleto. Após a saída do concorrente e do então técnico Fernando Diniz, Lodi ganhou espaço novamente sob o comando de Nunes.

“Estou conseguindo retribuir tudo que o clube me ofereceu. Agora é virar a chave e focar no Cruzeiro porque ainda disputamos uma vaga no G6”, afirmou o jovem atleta de 20 anos.

Elogios do companheiro

Não foi apenas que Renan Lodi que comemorou muito o gol marcado contra o Fluminense. Companheiro de quarto do lateral, o volante Bruno Guimarães também vibrou muito com o amigo. “Na hora do gol, eu não queria parar de abraçar ele. Somos amigos, dividimos quarto na concentração”, disse.

Já o atacante Rony, autor do segundo gol, ressaltou que sabia onde iria parar o cruzamento de Renan Lodi. “Eu sabia que ele ia cruzar dentro da área. Eu tive a felicidade de aproveitar. Ele vive um momento maravilhoso”, comentou.