Por Pedro Melo com informações de Felipe Dutra 

Weverton criticou quem afirma que o Atlético só joga na grama sintética. (Divulgação/Atlético)Weverton criticou quem afirma que o Atlético só joga na grama sintética. (Divulgação/Atlético)

Apesar de não jogar na Arena da Baixada por conta do show do cantor Andrea Bocelli, o Atlético mandou o clássico Atletiba na Vila Capanema, mas fez valer o mando de campo e derrotou o Coritiba por 2 a 0. Com o resultado, o Rubro-Negro deu um passo importante na briga por uma vaga na Copa Libertadores.

A vitória mostrou a força atleticana como mandante e em 16 partidas pelo Campeonato Brasileiro, o retrospecto é de 13 vitórias, dois empates e somente uma derrota para o líder Palmeiras. Dos 48 pontos conquistados pelo Furacão, 41 foram em jogos dentro de casa.

Muitos críticos afirmam que o Furacão tem vantagem de jogar na grama sintética da Arena da Baixada. Os comentários deixaram o goleiro Weverton revoltado e ainda na saída de campo, o camisa 12 desabafou sobre o assunto.

“Vitória incontestável. A gente queria [os três pontos] porque era um jogo importante e depois para acabar com essa palhaçada que só jogamos na grama sintética. Jogamos muito no campo que não é nosso, então, não existe essa vantagem da grama sintética”, comentou Weverton.

Já o auxiliar Bruno Pivetti corrobora com o goleiro atleticano e ressalta que os adversários não reclamam do campo na Arena. “Essa polêmica não se justifica porque conhecemos muitos jogadores que estão nas outras equipes. Existe consenso que não tem diferença entre a grama sintética e natural. O atleta profissional se adapta a velocidade do gramado em pouco tempo de jogo”, disse.

O Atlético ainda tem mais três partidas como mandante – Cruzeiro, Sport e Flamengo.