Foto: Divulgação/Athletico

Jogador das categorias de base do Athletico, o volante Renan Foguinho está feliz na Turquia. Desde 2015 no país, quando foi negociado com o Adanaspor, da segunda divisão nacional, o jogador de 30 anos se diz adaptado ao campeonato turco e revela que não pretende voltar tão cedo ao Brasil. Hoje, Foguinho joga pelo Giresunpor, também da divisão inferior turca.

“Estou há cinco anos na Turquia. No começo, foi complicada a adaptação, até por causa da alimentação, mas hoje eu vivo muito bem com a minha família e, no momento, não penso em voltar ao Brasil. É claro que não descarto nada, porque se uma proposta for vantajosa, eu vou considerar, mas pretendo continuar por mais dois anos aqui”, revelou em entrevista à Banda B.

Coronavírus

O ex-athleticano falou também sobre a paralisação do futebol no atual país, devido ao surto do novo coronavírus. A Turquia segue sem uma data definida para a volta das práticas esportivas.

“Jogamos aqui pela última vez no dia 15 de março. Quatro dias depois, as atividades foram canceladas e, desde então, estamos em uma severa quarentena. Pessoas abaixo de 20 anos e acima de 60 estão proibidas de sair de casa. Não sabemos quando vamos voltar. A Federação de futebol turca teria uma reunião ontem para definir datas, mas ela foi adiada. O próprio clube havia nos notificado que voltaria aos treinos no dia 5, mas tudo isso depende da decisão do governo”, disse o volante.

O jogador, com passagens por Atlético Goianiense e XV de Piracicaba, revelou à reportagem que, diferentemente do Brasil, ainda não houve uma discussão sobre a redução salarial de jogadores na liga turca. “Ainda não foi dito nada. Acredito que isso será definido após a reunião dos times com a federação”, analisou.

Athletico

‘Cria’ do CT do Caju, Renan Foguinho admitiu que não foi surpreendido pelos recentes títulos do Furacão, com as conquistas da Copa Sul-Americana, em 2018, e da Copa do Brasil, no ano passado.

“Era uma coisa esperada. Quando eu joguei no Athletico, a estrutura já era muito boa e contava com um avanço tecnológico enorme. O clube agora está colhendo os frutos do que foi feito no passado. Acredito, inclusive, que conquistará ainda muitas coisas nos cenários nacional e internacional”, finalizou.