Tulio Flores, preparador físico do Athletico. (Geraldo Bubniak/AGB)

Após vencer, de virada por 2 a 1, a equipe do Fortaleza, neste sábado (7), o Athletico quebrou o jejum de vitórias após mais de 40 dias sem conquistar os três pontos. Sem Paulo Autuori a beira do gramado, Tulio Flores, preparador físico do Furacão assumiu o comando durante a partida. Após o confronto, o membro da comissão técnica avaliou a vitória.

“Era o ponto que nós precisávamos para ter uma retomada no campeonato. Pois a gente vinha de alguns jogos com um bom desempenho, mas não conseguia traduzir isso em vitórias. Então a gente vem em alguns jogos até perdendo pênalti, alguns gols no final do jogo e a vitória como foi hoje, com certeza, vai dar uma moral para os próximos jogos”, afirmou Tulio Flores.

Sobre a alternância de rendimento entre primeiro tempo e segundo, o preparador físico descreveu que “era um momento que nós vivíamos. A gente vinha de uma sequência grande sem vitória e entra para um jogo dentro de casa, que também fazia um tempo em que a gente não ganhava, e se tornou um jogo tenso. De primeiro tempo, um pouco mais equilibrado e no segundo tempo, com as orientações que a gente pegou junto com a comissão, com algumas mudanças a gente conseguiu, além de levantar a moral da equipe, ser mais efetivo com a bola”, explicou.

Após o gol da virada, Renato Kayzer caiu no gramado e foi as lágrimas, o atacante representou o que poderia ser o sentimento da equipe após a sequência do campeonato sem vitórias. Tulio destacou que a reação do jogador “reflete um pouco o que a gente vem passando, a gente principalmente nos jogos, como por exemplo contra o Flamengo, tivemos uma boa produção, mas não conseguiu traduzir isso em gol. Isso nos dá esperança, porque está produzindo, depois da chegada do Paulo Autuori, que trouxe essa tranquilidade para o grupo e a sua sabedoria e a gente está cada vez mais conseguindo conquistar isso”, concluiu.

O próximo adversário do Furacão é o Goiás, partida que será realizada na Serrinha, em Goiânia, às 17h, de sábado (14).