Eduardo Barros acredita que a sequência de trabalho é o suficiente para conseguir vencer novamente. (Fabio Wosniak/Athletico)

Mesmo com a informação de que o Internacional tinha 50% de gols no campeonato marcados pela bola aérea, o Athletico não conseguiu prever os movimentos de Thiago Galhardo e Abel Hernández, na derrota por 2 a 1, neste domingo (11). Analisando a partida no Beira Rio, o técnico Eduardo Barros consegue ver positividade na postura do rubro negro.

“Nós sabíamos dessa possibilidade de cobrança curta da equipe do Inter e que não só em escanteios, mas que também em cobranças de falta, eles tentariam nos surpreender. E infelizmente, logo no início da partida a gente não conseguiu, na cobrança curta, tirar rápido o cruzamento e fazer o posicionamento que precisava ser feito dentro da área e praticamente começamos a partida com um resultado adverso”, concluiu o treinador, Eduardo Barros.

Sobre as jogadas aéreas que culminaram em uma derrota amarga, o técnico destacou o nervosismo após o primeiro gol do colorado.  “O primeiro tempo, com sete minutos a gente já atrás do placar, ele gera na nossa equipe um movimento de busca pelo gol, com um pouco de ansiedade. Isso acaba levando a alguns posicionamentos e tomadas de decisão equivocadas”, explicou.

“Via de regra, na maioria dos jogos, já são 11 sob o meu comando, nós temos mais chances que os adversários, mais finalizações e alguns resultados foram positivos, outros não. Talvez, se nós tivéssemos pontuado hoje, nós estaríamos comemorando esse ponto, acredito que a vitória estaria de bom tamanho”, pontou Eduardo Barros.

O próximo confronto é contra o Corinthians, duelo que será de seis pontos e poderá mudar a situação do rubro negro. O comandante do furacão acredita que para mudar o resultado e a sequência de três partidas sem vencer será necessário trabalhar mais a equipe. “O nosso primeiro movimento é de continuar trabalhando, continuar insistindo com convicção que o caminho está traçado. Então é trabalho, insistência e crença, porque a equipe, em que pese o primeiro tempo ruim contra o Ceará, está sendo superior aos seus adversários”, concluiu