Tiago Nunes. (Monique Vilela/Banda B)

O técnico Tiago Nunes revelou que uma conversa entre os próprios jogadores do Athletico no intervalo do jogo com o Goiás para que a equipe tivesse um maior volume dentro de campo. O Rubro-Negro voltou para o segundo tempo com uma postura bem mais ofensiva e transformou uma derrota parcial de 1 a 0 em uma goleada de 4 a 1.

“A conversa não foi da minha parte, mas entre eles mesmo. Produzimos no primeiro tempo para fazer um ou dois gols, mas acabamos tendo uma falta de atenção no contra-ataque. Foi o terceiro contra-ataque do Goiás no primeiro tempo e dois deles vieram das mãos do goleiro. A cobrança entre eles foi para a gente ter o volume de jogo e aproveitar as chances de gol. Já a minha fala com eles foi nesse sentido de ter tranquilidade e pressionar mais o adversário”, comentou o treinador.

Assim como aconteceu em diversas vezes durante o Campeonato Brasileiro, o Athletico enfrentou uma equipe que vem para se defender e jogar no contra-ataque. “A gente sempre enfrentou bem esse tipo de equipe. O mais importante de quando enfrenta times que jogam atrás é conseguir a bola em condição de finalização para os atacantes. Como que coloca essa bola? Cruzamentos na área em uma zona intermediária ou a bola forçada por dentro para o pivô. E conseguimos achar um jogo de combinação”, analisou o comandante rubro-negro.

“A gente conseguiu ser a equipe que foi em outros momentos de não deixar o adversário respirar e jogar muitas bolas na área. Isso consequentemente oferta mais possibilidades de gol. Nós conseguimos associar isso com as boas finalizações”, acrescentou Nunes.

Assista à entrevista do técnico Tiago Nunes

Entrevista coletiva técnico Tiago Nunes

Posted by Esporte Banda B on Sunday, October 27, 2019