Tiago Nunes. (Geraldo Bubniak/AGB)

A arbitragem do gaúcho Anderson Daronco foi o centro das atenções no empate do Athletico com o Flamengo em 1 a 1, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil. Questionado sobre o desempenho do árbitro, o técnico Tiago Nunes preferiu não comentar sobre o assunto.

“A arbitragem toma um protagonismo maior quando tem decisão via VAR. Não vou falar nada do árbitro e isso cabe a vocês [da imprensa]”, declarou Nunes. “O que fica em dúvida é o lance do pênalti do Marcelo. A gente viu que não foi falta nenhuma do Rodrigo Caio. O Daronco está acostumado a apitar jogos da Libertadores e nunca marcaria uma falta assim em jogos da Libertadores”, acrescentou.

O comandante ainda lamentou a desatenção da defesa após a longa paralisação para ver o lance da penalidade de Marcelo Cirino. “A revisão do lance do pênalti demorou cerca de sete minutos, fica todo esse tempo parado e faz com que perca a concentração”, disse. “A gente tem que estar mais atento, mas é uma situação que não é corriqueira. Eu me preocupo com as situações que são padrões. Nós não sofremos com a bola parada que me preocupava antes. Um lance como esse é esporádico e é algo que dificilmente vai se repetir”, acrescentou.

Em relação ao jogo, o treinador avaliou que o resultado foi injusto e garantiu que o Athletico vai ao Maracanã para vencer. “A gente superou o Flamengo em todos os aspectos do jogo e só tenho que parabenizar os nossos atletas. Temos ainda o jogo com o Inter, mas vamos para o Maracanã para vencer o jogo”, comentou.

“A gente queria ganhar e merecia vencer. O merecimento tem muita relação com o resultado final. A gente superou o Flamengo em todos os números e fica o 1 a 1. Esse 1 a 1 gera uma expectativa muito grande na gente”, complementou Nunes.

Assista à entrevista do técnico Tiago Nunes

Entrevista coletiva do técnico Tiago Nunes

Posted by Esporte Banda B on Wednesday, July 10, 2019