Tiago Nunes deixou futuro em aberto após final (Geraldo Bubniak/AGB)

O técnico Tiago Nunes deixou no ar uma indefinição sobre o seu futuro após a final da Copa do Brasil. Depois da derrota do time reserva do Athletico para o Avaí, por 1 a 0, neste domingo (15), o treinador comentou sobre o momento em que chega ao jogo mais importante do ano, na próxima quarta-feira (18), contra o Internacional, e deixou em aberto a sua continuidade no clube.

“Chego muito cansado fisicamente. Mentalmente motivado, emocionalmente vivendo esse sonho, mas muito cansado fisicamente. A vida de treinador é difícil neste sentido. Você não dorme, descansa de olhos abertos e não se recupera. É um preço que se paga pela profissão que escolhi. Mas chego com muita fé e depois do jogo contra o Internacional a gente vê o que acontece, se consigo descansar, se pego o boné ou se fico”, afirmou o treinador após a derrota para o Avaí, por 1 a 0, pelo Brasileirão.

Tiago Nunes ainda acrescentou que a maratona desgastante e o trabalho árduo de integração com demais setores do clube o deixaram fisicamente ‘no limite’.”Estou bastante cansado. O papel do treinador do Athletico não se resume a treinar o time. Tenho papel integrado com todas as categorias. Tenho um cara que segura toda a onda, que é o Paulo Miranda. Mas estou em um limite físico que preciso cuidar da saúde”, comentou.

Independente da circunstância de permanência ou saída, Tiago Nunes exaltou a sintonia com a torcida. “Percebo o carinho quando a turma do amendoim atrás de mim fazem uma faixa. Esse sentimento que tenho é construído pelos resultados, mas muito por encontrar um treinador e um clube buscando oportunidades de mostrar o valor”, disse.

Foco na final

O comandante finalizou projetando o compromisso contra o Internacional, na quarta-feira (18), pela grande final da Copa do Brasil. “Não tem como não pensar na quarta-feira. Estamos sendo bombardeados com informações. Mas também temos maturidade para focar em outras coisas. O Avaí valorizou o resultado, nos marcou bem e não conseguimos furar o bloqueio. Não vou ficar lamentando o resultado. Estaria muito se não tivesse criado chances para criar. É usar isso como fortalecimento, já pensando no jogo de quarta”, finalizou.

Confira a entrevista coletiva do técnico Tiago Nunes: