Tiago Nunes. (Monique Vilela/Banda B)

A noite do dia 17 de outubro não poderia ser melhor para o técnico Tiago Nunes. Na data em que completou 100 jogos no comando do Rubro-Negro, ele esteve na beira do gramado em mais uma vitória athleticana no Maracanã, desta vez por 2 a 1 sobre o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro.

“Eu tenho algo especial com esse estádio. Eu vim aqui algumas vezes e tive apenas uma derrota para o Flamengo por 3 a 2. Estávamos vencendo até o minuto 44 e levamos a virada. Não poderia ser melhor. Chegamos no Maracanã completando 100 jogos, vencemos o Fluminense, que tenta atacar o adversário. É um panorama maravilhoso para uma data tão festiva”, comentou o treinador.

Nos 100 jogos em que comandou o Athletico, Tiago Nunes conquistou quatro títulos: Campeonato Paranaense de 2018, Sul-Americana de 2018, J.League YBC Levain Cup/Conmebol Sudamericana Championship Final de 2019 e a Copa do Brasil.

Para o comandante athleticano, o dia foi de agradecimento pela marca atingida em um clube de Série A. “Hoje foi um dia de muita retrospectiva, muito pensamento, avaliação e agradecimento. Sou um cara muito abençoado porque passei por muitos lugares até chegar ao Athletico Paranaense e hoje com certeza tudo faz sentido. Eu faria tudo de novo sem dúvida porque essa dádiva que papai do céu me deu de comandar o Athletico, conquistar títulos e atingir a marca de 100 jogos não tem explicação”, disse.

“Eu até brinquei com alguns amigos da comissão técnica porque sou 0,0001% de uma estatística do cara que saiu de um lugar distante, não jogou futebol, conseguiu chegar a esse nível e ainda teve conquistas. Foi um dia de muita reflexão e gratidão por toda a minha trajetória, liguei para muitas pessoas para pessoas que foram importantes nesse momento e ninguém chega a esse momento só. Eu tenho feito de tudo para não atrapalhar o momento e tentar manter esse ritmo. Tem sido 2018 e 2019 muito abençoados”, acrescentou o técnico.

Mesmo sem muita ambição no Campeonato Brasileiro, Nunes ressaltou que os jogadores estão focados e o objetivo é chegar no G6. “Eu tenho tido sorte que os atletas não tem esse problema de manter o foco. Eles têm um propósito maior do que a conquista da Copa do Brasil. A conquista foi para marcar a história, mas o propósito desse grupo é maior. Eles gostam de jogar juntos, gostam de conviver no mesmo ambiente e temos treinos muito melhores do que jogos. Estamos no meio da tabela, poderíamos estar em uma condição melhor e o foco é chegar no G6 ou G4. Se emendar umas três vitórias seguidas, ainda dá para chegar ao G6”, analisou.

“O meu próximo objetivo é ganhar do Palmeiras no domingo. Eu construí uma carreira focado em chegar à Série A. Eu cheguei a um clube de Série A e estou tendo longevidade. A partir daí eu quero desfrutar. Antes mesmo da conquista da Copa do Brasil, eu venho muito leve. Estatisticamente, eu não era para estar aqui e faço parte de uma pequena parcela que rompeu as barreiras. É ganhar o próximo jogo, viver um jogo por vez e até o dia 08 de dezembro estou curtindo o Athletico Paranaense e vivendo cada dia. Depois do dia 08 de dezembro a gente senta para conversar sobre 2020”, complementou.

Assista à entrevista do técnico Tiago Nunes

Entrevista coletiva Tiago Nunes

Posted by Esporte Banda B on Thursday, October 17, 2019