Tiago Nunes valorizou a atuação do Athletico. (Geraldo Bubniak/AGB)

O técnico Tiago Nunes avaliou da melhor maneira possível a atuação dos jogadores do Athletico e ainda afirmou que o “céu continua sendo o limite”. O Furacão devolveu o 2 a 0 contra o Grêmio, venceu nos pênaltis por 5 a 4 e garantiu a vaga na final da Copa do Brasil.

“Como já falei em outras oportunidades, como na classificação contra o Flamengo, o céu continua sendo o limite, tem que sonhar alto para ver se a gente consegue mesmo marcar história”, afirmou Tiago Nunes.

Com 11 desfalques, o treinador apostou em jovens atletas como o lateral-direito Khellven e o zagueiro Lucas Halter. Além deles, o zagueiro Robson Bambu e o meia Léo Cittadini também ganharam uma oportunidade no jogo decisivo. Para o treinador, a atuação de todos foi “extraordinária’. “Extraordinária a atuação de todos, não só pela questão técnica, mas porque enfrentamos uma das equipes que mais vence duelos no Brasil. A gente conseguiu ser duros com eles, ser mais rápido que eles e estar mais concentrados. É uma vitória do clube”, disse.

“A quantidade de jogadores jovens que atuaram e estavam no Campeonato Paranaense mostra o valor da categoria de formação e de tantas pessoas que vivem o clube. A gente ganha alguns reforços, mas continua com alguns jogadores que ainda não podem jogar. Quando um não pode jogar, surge a oportunidade para quem pouco se espera”, acrescentou o comandante.

Tiago Nunes se emocionou logo após a defesa de Santos no pênalti cobrado por Pepê que garantiu o Athletico na decisão. “Você conseguir passar por várias etapas na carreira em um mercado competitivo, onde é maravilhoso na quarta e horroroso no final de semana, precisa de muitas pessoas te apoiando e acreditando mais que você para não desistir. É muita gratidão a Deus e sou fruto de muitas pessoas. São pessoas que intervém na minha vida pessoal e profissional. Por isso que gera emoção e quando não tiver mais esse sentimento aflorado, não tenho mais o que contribuir nessa profissão”, declarou.

Com a classificação para a final, o Rubro-Negro passou por mais um confronto decisivo e mostrou que está se acostumando com jogos importantes. “É a segunda vez na história que o Athletico chega nessa final e enfrentamos uma equipe que já enfrentou e ganhou muitas vezes a Copa do Brasil. Isso mostra que nós estamos acostumados a enfrentar os melhores, mas não quer dizer que vai enfrentar sempre. Sempre credencia a sonhar alto, e o nosso vestiário era de muita confiança. Nós tivemos todos os ingredientes para tornar algo incrível”, finalizou Nunes.

Assista à entrevista do técnico Tiago Nunes