Petraglia pode pegar suspensão de até 180 dias (Geraldo Bubniak/AGB)

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) marcou, nesta sexta-feira (21), o julgamento do presidente do Conselho Deliberativo, do Athletico, Mario Celso Petraglia, por invasão ao gramado após a partida contra o Fortaleza, no início do mês, pela Copa do Brasil. O dirigente será julgado na próxima terça-feira (25), no Rio de Janeiro.

A entrada de Petraglia no gramado foi relatada pelo árbitro Flávio Rodrigues de Souza após o término da partida, vencida pelo Furacão por 1 a 0, que deu ao time paranaense a vaga nas quartas de final da competição. “Ao término da partida adentrou ao campo e dirigiu-se a mim o Sr Mario Celso Petaglia(sic), presidente da equipe Club Athletico Paranaense e disse as seguintes palavras: ‘lamentável sua arbitragem hoje, você também faz parte dos canalhas da CBF?'”, relatou.

Mario Celso Petraglia foi denunciado com base no artigo 243-F, que pune por “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto” e 258-B, por “invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar”. A pena pode ser suspensão pode ser de 15 a 180 dias, além de multa de R$ 100 a R$ 100 mil.