Athletico não definiu quem será o treinador na beira do gramado para o jogo contra o Fortaleza. (Geraldo Bubniak/AGB)

O Athletico ainda não sabe quem será o comandante na beira do gramado na partida contra o Fortaleza, neste sábado (06), às 18h, na Arena da Baixada. Paulo Autuori cumpre a última das três partidas de suspensão no Campeonato Brasileiro por conta de declarações contra a arbitragem na época em que treinava o Botafogo.

Nos dois jogos anteriores contra Grêmio e Sport, Bernardo Franco comandou a equipe, mas o auxiliar está com a seleção brasileira sub-17 em um período de treinamentos na Granja Comary. Outra opção seria o gestor técnico Paulo Miranda, que cumpre suspensão automática após ser expulso na última rodada.

Além dos dois, o Athletico ainda aguarda o visto de trabalho de Antônio Oliveira. O português, que foi auxiliar de Jesualdo Ferreira no Santos, foi contratado para trabalhar de assistente depois das saídas de Eduardo Barros e Rogério Corrêa.

Já os técnicos Rafael Guanaes, do sub-20, e Fernando Seabra, do sub-17, têm jogos no final de semana. O sub-20 joga no domingo contra o Internacional, em Porto Alegre, e o sub-17 entra em campo no sábado para enfrentar o Vitória, no CT do Caju.

Sem muitas possibilidades, dois nomes poderiam comandar o Athletico: o preparador de goleiros Felipe Faria, que trabalhou ao lado de Autuori contra o Flamengo, ou o analista de desempenho Kaio Fonseca.

Independentemente de quem será o treinador, o Athletico busca a recuperação no Campeonato Brasileiro. O Furacão não vence há sete rodadas e despencou para a penúltima colocação, com 16 pontos. A campanha só é melhor que a do lanterna Goiás.