Estádio Joaquim Américo completa 104 anos nesta quarta-feira (Reprodução/Twitter do Atlético)

Casa do Internacional Foot-Ball Club e posteriormente do Atlético, o Estádio Joaquim Américo Guimarães completa 104 anos nesta quinta-feira (06). Remodelada três vezes, a praça esportiva foi rebatizada como Arena da Baixada e foi palco da Copa do Mundo de 2014.

O estádio foi construído para abrigar a equipe do Internacional, carregando o nome de um dos fundadores do clube. A inauguração aconteceu no dia 6 de setembro de 1914, em jogo contra o Flamengo, vencido pelos cariocas por 7 a 1, que contou com a presença de mais de 3 mil pessoas – um recorde até então em partidas disputadas na capital paranaense.

Em 1924, quando o Internacional realizou fusão com o América Foot-Ball Club, o estádio se tornou a casa do Atlético. De lá para cá, foram três reformulações. A primeira em 1993, com a construção de novas arquibancadas e sociais. Quatro anos mais tarde, o local foi reformado novamente, desta vez para se tornar Arena da Baixada, inaugurada em 1999, em obras que custaram US$ 30 milhões e duraram quase dois anos.

Um marco na história do estádio aconteceu em 2011. Após o traumático clássico contra o Coritiba, que terminou empatado em 1 a 1, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, que acabou com o rebaixamento do Furacão para a Série B, a Arena foi fechada e passou pela sua última e mais importante reforma, para atender aos padrões Fifa e se tornar palco da Copa do Mundo de 2014.

A casa rubro-negra foi reinaugurada oficialmente um mês antes do início do Mundial, em maio, no empate em 1 a 1 em amistoso realizado contra o Corinthians – antes, o Furacão já havia realizado uma outra partida amistosa contra o JMalucelli, que terminou em empate sem gols.

Na Copa do Mundo de 2014, a Arena da Baixada recebeu quatro partidas: Irã 0x0 Nigéria, Honduras 1×2 Equador, Austrália 0x3 Espanha e Argélia 1×1 Rússia, todas válidas pela primeira fase da competição.