Arena da Baixada pode não receber torcida em jogos da Libertadores. (Monique Vilela/Banda B)

Com as competições suspensas devido à pandemia do novo coronavírus, a Conmebol trabalha com todas as possibilidades para a continuar a Libertadores e a Sul-Americana após a diminuição no número de casos da Covid-19. Em entrevista à Agência Reuters, o presidente Alejandro Dominguez não descarou que os torneios retornem sem a presença do público nos estádios.

“Eu acho que as coisas vão voltar ao normal, mas é preciso de tempo. E é claro que eu gostaria de ver estádios lotados, mas se a solução para termos futebol de volta é jogar sem público, então é desse jeito que iremos jogar”, declarou o presidente Alejandro Dominguez.

O presidente da Conmebol reconheceu que os jogos da Libertadores só acontecerão depois da volta dos campeonatos nacionais. “A Libertadores pode recomeçar quando os campeonatos locais voltarem, embora a capacidade de transporte também seja importante, tendo em vista que a maioria dos países fechou suas fronteiras”, afirmou.

As competições da Conmebol foram suspensas até o dia 05 de maio, mas o prazo deve ser estendido. O Athletico disputou apenas duas partidas da fase de grupos – vitória por 1 a 0 sobre o Peñarol, na Arena da Baixada, e derrota por 1 a 0 para o Colo-Colo, em Santiago. O próximo jogo do Furacão será contra o Jorge Wilstermann, em Cochabamba, na Bolívia.