(Foto: Miguel Locatelli/Atlético)

O londrinense Deivid chegou às categorias de base do Athletico no ano de 2005. No período em que fez parte do elenco atleticano, o jogador disputou 291 partidas e marcou sete gols. Pelo Furacão, o volante conquistou dois campeonatos paranaenses, de 2016 e 2018, e ano passado se despediu do rubro-negro, ao ser negociado para o Sport. O atleta, que hoje veste a camisa do Guarani, acredita que caso o Athletico vença a Copa do Brasil na quarta-feira (18), contra o Internacional, o resultado coroará um trabalho que vem sendo feito há anos pelo clube.

“A vantagem do 1×0 é muito importante, mesmo que seja mínima, porque o Athletico tem o resultado na mão.  Isso trará uma tranquilidade para o grupo fazer o seu jogo, sem precisar acelerar demais. A pressão estrará do lado do Internacional. Se o título se concretizar, o time colherá o que planta já há anos, graças aos responsáveis e aos torcedores. O Athletico merece muito. Desejo uma ótima partida e que Deus os abençoe para que o título venha”.

Temporada 2013

Deivid também fez parte do primeiro elenco rubro-negro a disputar uma final de Copa do Brasil. Em 2013, o clube ficou muito próximo da conquista, mas perdeu para o Flamengo em um Maracanã lotado.

“Aquela era a primeira vez que o Athletico chegava a uma final, então foi algo memorável. Conseguimos colocar a sua marca em maior evidência e, vale lembrar, que estávamos em paralelo com o Brasileiro, em que chegamos a terceira colocação e conseguimos a vaga para a Libertadores. Naquele ano infelizmente não chegamos ao titulo, mas tenho certeza que contribuímos para o projeto do clube”, analisou o volante.

O jogador ainda relembra o apoio da torcida durante aquela campanha e relata o que faltou ao rubro-negro na temporada de 2013. “O torcedor nos apoiou demais. Fomos recebidos no aeroporto após a classificação na semifinal, foi mágico. Vai ficar marcado na minha memória”, contou à reportagem. “Já na final, a suspensão do Everton e o gol fora do Flamengo nos obrigaram a sair mais para o jogo e eles fizeram os dois gols no Maracanã que definiram a partida”, completou.