Pedro Henrique, zagueiro do Athletico.(Fabio Wosniak/Athletico)

Cinco jogos em menos de 15 dias. Este é o saldo do Athletico nas duas últimas semanas. Entre Campeonato Brasileiro e Libertadores, os jogadores do Furacão não escondem o cansaço em meio à grande quantidade de partidas. Inclusive, um dos fatores que o zagueiro Pedro Henrique entende que tenha contribuído para que a derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, fora de casa, tenha acontecido.

“Era nítido que a gente estava cansado em campo. Lógico que isso não é desculpa. A gente sabe no que errou e pecou. Era nítido nosso cansaço dentro de campo, até pelo fato dos desfalques, com um elenco enxuto, pelas perdas que a gente teve”, disse o defensor, em entrevista coletiva ao final do jogo, lembrando também os mais de dez caso de covid-19 no elenco.

Superar e suportar a maratona de partidas é a meta do elenco athleticano. Na próxima semana, serão mais dois jogos – entre Libertadores e Campeonato Brasileiro. Para Pedro Henrique, foco total para tentar aguentar mais uma sequência de jogos com equilíbrio.

“Lógico que o cansaço vai bater a qualquer hora, nosso calendário é complicado. Mas a gente tem que superar, assim como superamos nessa sequência de vitórias, e pensar já no River Plate. Superar tanto o cansaço mental quanto físico, e pensar lá na frente”, complementa.

O Athletico volta a campo já nesta terça-feira (01/12), pela Libertadores. O Furacão encara o River Plate no jogo de volta das oitavas de final da competição, às 19h15min, no estádio Libertadores da América, na Argentina.