Paulo Autuori. (Geraldo Bubniak/AGB)

O técnico Paulo Autuori lamentou a falta de eficácia do Athletico na derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, na Arena da Baixada. Na avaliação do treinador, o resultado negativo em casa mostrou a dificuldade da equipe na hora de finalizar. O Furacão tem o pior ataque do Campeonato Brasileiro com apenas 20 gols marcados.

“Hoje, ficou clara a dificuldade que temos na finalização. Tivemos chances claras. Nos primeiros 15, 20 minutos a equipe foi muito forte e poderia ter saído em vantagem. A equipe fez um primeiro tempo muito interessante e o suficiente para sair com a vantagem. A equipe não deixou o Atlético-MG propor o jogo e isso é mérito. A concentração é total e a atuação foi a mais próxima do que a gente tem que fazer em relação ao futuro. As oportunidades que tivemos foram claras e não conseguimos concretizar. Tem uma coisa que é a eficácia. Nós não fomos eficazes e poderíamos ter finalizado em gol em três ou quatro oportunidades”, analisou Autuori.

Com a derrota, o Athletico segue na briga pela permanência na primeira divisão e pode terminar a rodada a apenas um ponto em casos de vitórias de Sport e Vasco. Autuori afirmou que a única preocupação é com o trabalho do próprio Furacão. “Vamos pensar jogo a jogo. Nossa preocupação é conosco. Se enfrenta um adversário como o Atlético-MG, a outra grande defesa do Santos foi em pênalti. No jogo, durante os 90 minutos e mais o tempo extra, ele quase não foi exigido. Conseguir isso contra o Atlético significa algo. Temos que aproveitar, ser eficazes e abrir o placar traz o jogo ao seu favor. Temos que estar muito atentos e ser mais rigorosos na hora de definir”, disse.

O treinador ainda destacou que uma nova sequência de vitórias nas próximas rodadas dará tranquilidade para o Athletico pensar na próxima temporada. “Tranquilidade é atingir o objetivo que pretende ao final da competição. A gente sabia da importância das quatro vitórias, mas nada estava definido. O que me dá tranquilidade é que estamos nos pés no chão. Naquele momento, nós já perspectivamos que não poderíamos nos acomodar naquelas quatro vitórias. Nós temos jogos que se conseguirmos uma sequência de vitórias, teremos a tranquilidade necessária para pensar em relação ao término da competição e ao futuro que tem a ver com a próxima temporada”, comentou.