Paulo AutuoriPaulo Autuori. (Reprodução/Banda B)

Paulo Autuori, que acumula as funções de diretor e técnico do Athletico, não pode comandar o Furacão nas próximas três partidas de competições do Campeonato Brasileiro. Em julgamento virtual na última quinta-feira (15), ele foi suspenso por três jogos pelo pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O motivo foi uma declaração dada pelo treinador após o empate em 1 a 1 com o Flamengo, no dia 23 de agosto.

Na ocasião, o Botafogo vencia o jogo até o último minuto de jogo, mas sofreu o gol de empate em cobrança de pênalti. “Fui conversar com o [Leandro Pedro] Vuaden porque me dou muito bem com ele e acho um dos melhores árbitros do futebol brasileiro. Fui tentar entender a interpretação. Contra o Fortaleza teve pênalti no [Bruno] Nazário nem o VAR chamaram. O que quis dizer é que o jogador não estava de frente para a bola, e quando a bola bate no braço em uma região de amortecimento dificilmente toma velocidade e trajetória que tomou. Não estou aqui para discutir interpretação dele, estou aqui para discutir as diferenças de interpretação. Não adianta ter VAR” criticou.

Apesar do julgamento ter sido na época do Botafogo, Autuori terá que cumprir a pena no Athletico. “A pena aplicada ao técnico Paulo Autuori deverá ser cumprida quando o profissional assumir o comando da próxima equipe em competições nacionais organizadas pela CBF”, informou o STJD.