Tiago Nunes. (Geraldo Bubniak/AGB)

Mesmo com a derrota para o São Paulo por 1 a 0, o técnico Tiago Nunes afirmou que o Athletico tem “competência e qualidade” para chegar ao G6. O resultado negativo na Arena da Baixada impediu que o Furacão encostasse no Corinthians, último time na zona de classificação para a Libertadores.

O treinador acrescentou que a escalação da equipe não foi pensando no jogo da volta da Copa do Brasil contra o Grêmio. “Nossa equipe tem competência e qualidade para chegar ao G6. A cada jogo eu tenho pensado para vencer o jogo e ainda não tenho pensado no jogo contra o Grêmio. Eu uso os treinamentos, que é meu balizador para fazer as escolhas. Nem sempre as coisas acontecem da maneira que a gente espera”, disse.

Tiago Nunes também declarou que Athletico nunca vai jogar da forma que o São Paulo atuou e viu um desempenho melhor do que na vitória sobre o Atlético-MG. “Fizemos uma partida competitiva e buscamos o gol desde o princípio do jogo. Acabei de elogiar a nossa equipe no vestiário e tem coisas que só os deuses do futebol explicam. O adversário teve o mérito da competência, finalizou apenas duas vezes durante todo o jogo. Conseguimos nos tornar uma equipe grande e respeitada. O São Paulo terminou com quatro laterais, pedindo pelo amor de Deus para terminar o jogo. Isso é respeito, o respeito que o Athletico adquiriu com o passar do tempo”, comentou.

“Eu fiquei mais satisfeito com a performance de hoje do que contra o Atlético-MG. Defensivamente, a gente foi mais equilibrado e ganhou mais duelos. Todas as bolas do São Paulo foram lançadas para o Raniel. Chegamos várias vezes com cinco, seis jogadores na área e é questão de detalhe também. De maneira geral, eu achei a equipe bem consistente”, complementou o comandante.

Marco Ruben como reserva

A grande novidade na escalação foi Marcelo Cirino como centroavante e Marco Ruben no banco de reservas. O técnico explicou que o camisa 9 não começou entre os titulares para “criar um cenário diferente” e também para ser preservado após uma sequência de jogos.

“A opção foi pelos dois aspectos. Primeiro para criar um cenário diferente com o Marcelo porque o São Paulo tem um encaixe de marcação individual e também pela sequência que acabou desgastando bastante o Marco. Ele tem um problema crônico no tornozelo”, afirmou Nunes.

Assista à entrevista do técnico Tiago Nunes

Entrevista coletiva técnico Tiago Nunes

Posted by Esporte Banda B on Wednesday, August 21, 2019