Nikão marcou o gol da vitória sobre o Ceará (Monique Vilela/Banda B)

A vitória do Athletico sobre o Ceará, por 1 a 0, neste sábado (31), ficou marcada pela volta do meia-atacante Nikão a marcar gols após quatro meses de jejum. Decisivo no triunfo rubro-negro, o jogador comemorou o feito e afirmou nunca ter faltado luta no período sem balançar as redes.

“Algum tempo sem marcar, isso incomoda qualquer um que joga ali na frente. Mas sempre tive a paciência necessária e nunca faltou trabalho e empenho para que os gols voltassem a acontecer. Hoje estou muito feliz de ter ajudado a equipe a sair vitoriosa. Um jogo difícil, mas a gente se superou e conquistou os três pontos”, celebrou o camisa 11 em entrevista coletiva.

Depois de ter ficado um período até mesmo no banco de reservas, Nikão disse concordar com as decisões do treinador e que procurou se manter motivado durante todo o tempo. “Sempre tratei isso com a maior naturalidade possível. Eu e o Tiago temos um diálogo franco, que acho muito válido. No momento que saí, fui o primeiro a dizer para ele que fez a coisa certa, pois não estava rendendo o suficiente. Nosso time não é só 11, sempre tive a cabeça boa e motivei quem estava entrando”, disse.

Nikão espera que o gol marcado possa dar confiança para a sequência que está por vir e deixou nas mãos do técnico Tiago Nunes a chance de ser titular mais uma vez, na quarta-feira (04), no duelo decisivo com o Grêmio pela Copa do Brasil.

“Como um todo, procuro sempre trabalhar bastante para que as coisas aconteçam naturalmente. A equipe acabou caindo um pouco, quatro competições não são fáceis. Mas dentro da nossa possibilidade, creio que tudo está sendo positivo. Sem dúvida nenhuma o gol me dá confiança para, na quarta-feira, se o Tiago optar por mim, me dedicar para que a gente possa alcançar nosso objetivo”, finalizou o jogador.

Confira a entrevista coletiva do meia-atacante Nikão: