Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, médico de Mario Celso Petragia em São Paulo. (Tabata Viapiana/Banda B)

O presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, Mario Celso Petraglia, recebeu alta do hospital Villa Nova Star, em São Paulo, onde estava internado desde o dia 27 de setembro. No período na capital paulista, ele passou por cirurgias para correção de fístula intestinal e para o fechamento da parede do abdômen. Em entrevista à Banda B, o médico Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo explicou o que foi feito para a recuperação do dirigente rubro-negro.

“Ele veio para cá após algumas complicações cirúrgicas decorrentes de uma cirurgia de obstrução intestinal. Nós estávamos sempre alinhados ao Dr. Eduardo Ramos, médico dele em Curitiba. Ele veio com fístulas digestivas, então nós abrimos, limpamos bem e deixamos o curativo de aspiração para reduzir o efeito das fístulas. Esperamos algumas semanas até que há três semanas, numa sexta-feira, achei que o tecido estava boa para abrirmos e fazermos o fechamento das fístulas”, comentou o Dr. Macedo.

O médico ainda destacou que o presidente está se recuperando da melhor maneira possível e deve retornar à São Paulo até o início da próxima semana para uma nova avaliação. No período em que estiver em Curitiba, ele está sob os cuidados do Dr. Eduardo Ramos. “Ele é um homem extremamente forte, muito saudável e tem um espírito muito forte. O doente que tem um espírito forte se recupera mais rápido. Não tem reclamação por parte do presidente”, disse.

“Ainda está com curativo que o Dr. Eduardo Ramos está nos ajudando a ver e volta para reavaliar a incisão. Mas é uma coisinha de nada que ainda escapa de secreção e é uma secreção própria de pós-operatório”, disse o médico em São Paulo. “Acredito que deve retornar neste final de semana e começo da próxima semana. Vamos rever o curativo e baseado na revisão nós vamos ver o que fazer”, acrescentou.

Em relação ao trabalho no Athletico, o médico ressaltou que Petraglia vai retornar em ritmo mais lento. “É muito ativo, mas o Marinho [filho de Petraglia] segura. Ele vai trabalhar a medida do que a gente sinta que pode, vai no começo em meio-período dar uma olhadinha, mas não pode viajar para fora por enquanto e ficar sem comer”, declarou.