O Athletico está muito perto do bicampeonato paranaense. Com mais uma participação decisiva de Pablo, o Furacão venceu o Maringá por 1×0 na tarde deste sábado (30), no estádio Willie Davids. Foi o camisa 92, destaque do time no Estadual, quem marcou de falta o gol da vitória. Mesmo jogando a parte final do confronto com dez jogadores – Pedro Henrique foi expulso -, o Furacão garantiu o triunfo.

O jogo da volta da final do Campeonato Paranaense será no próximo sábado (6), às 17, na Ligga Arena. Com o resultado, o Athletico joga pelo empate para ser bicampeão paranaense. Ao Maringá, só a vitória interessa – por um gol de vantagem, leva a decisão para os pênaltis; por dois ou mais, ganha o título. Antes, entretanto, o Furacão estreia nesta terça (2), às 21h30, na Copa Sul-Americana, enfrentando o Sportivo Ameliano, no estádio General Pablo Rojas (a Nueva Olla, do Cerro Porteño), em Assunção, no Paraguai.

O jogo do Athletico

Cuca surpreendeu e o Athletico entrou no Willie Davids com um time misto – Leo Godoy, Kaique Rocha, Fernandinho, Zapelli e Mastriani não começaram. Com uma formação mais marcadora, inclusive com Hugo Moura, o Furacão conseguiu impedir o jogo intenso do Maringá e foi levando o jogo no seu ritmo. Os donos da casa tinham muita dificuldade para atacar, enquanto o Rubro-Negro não acelerava. Tanto que a etapa inicial teve poucas chances reais de gol. Cada time teve uma oportunidade, mas a partida ficou no 0x0.

No segundo tempo, o Maringá passou a pressionar mais. Avançando o time, o Dogão começou a rondar mais a área de Bento. Cuca resolveu então colocar Alex Santana e Felipinho, tentando fazer o Athletico equilibrar as ações. O jogo estava aberto, e o melhor caminho rubro-negro era com Canobbio em cima de Tito. E após uma falta do zagueiro dos donos da casa, Pablo resolveu cobrar direto uma falta lateral. E acertou o ângulo aos 33 minutos. O gol que decidiu o jogo e deixou o Furacão com uma mão no bicampeonato.

Ficha técnica

CAMPEONATO PARANAENSE
Final – Jogo de ida

MARINGÁ 0x1 ATHLETICO

Maringá
Dheimison; Ronald, Tito (Negueba) e Max Miller; Marcos Vinícius, Rodrigo, Zé Vitor (Lucas Bonifácio), Iago Santana e Caíque (Júlio Rodrigues); Serginho (Robertinho) e Bruno Lopes (Mirandinha).
Técnico: Jorge Castilho

Athletico
Bento; Madson, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Esquivel; Hugo Moura, Erick (Felipinho) e Christian (Alex Santana); Canobbio (Kaique Rocha), Julimar e Pablo (Mastriani).
Técnico: Cuca

Local: Willie Davids (Maringá)
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Luis Henrique Campanhoni Amadori e Diego Fortunato
VAR: Adriano Milczvski
Gol: Pablo 33 do 2º
Cartões amarelos: Marcos Vinícius, Max Miller, Tito, Caíque, Júlio Rodrigues (MFC); Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno, Felipinho (CAP)
Cartão vermelho: Pedro Henrique
Renda: R$ 464.300,00
Público pagante: 13.238
Público total: 13.777

Maringá x Athletico.
Christian na marcação de Max Miller. Foto: Ernani Ogata/Código19

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Athletico vence Maringá e coloca uma mão na taça do Paranaense

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.