Marcelo Cirino marcou o gol da vitória e foi abraçado pelos companheiros (Geraldo Bubniak/AGB)

No reencontro com a torcida após quase um mês jogando longe de Curitiba, o Athletico venceu o Atlético-MG, por 1 a 0, na noite deste sábado (17), na Arena da Baixada. O gol da vitória rubro-negra foi marcado pelo atacante Marcelo Cirino, que superou as críticas e voltou a balançar as redes e garantiu mais um triunfo da equipe no Brasileirão.

Além da redenção de Cirino, o destaque da partida ficou para o lateral-esquerdo Adriano, que fez a sua estreia com a camisa athleticana na partida, e para o goleiro Santos, que teve grande atuação na segunda etapa para garantir mais três pontos na competição.

O Furacão volta a campo na próxima quarta-feira (21), às 19h15, diante do São Paulo, na Arena da Baixada, em jogo atrasado da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

Com os dois times buscando o ataque, o jogo foi pegado na primeira etapa e com bastante equilíbrio. No entanto, mesmo com a postura ofensiva das equipes, poucas chances de perigo foram criadas nos minutos iniciais.

O divisor de águas na etapa inicial foi uma queda de energia, que desligou parte dos refletores dos refletores da Arena da Baixada e deixou o jogo paralisado por dez minutos. O Athletico voltou melhor e assustou, aos 28, com chute de Marco Ruben que passou por cima do travessão.

O Galo até tentou responder com Papagaio, duas vezes, mas os chutes não levaram perigo à meta athleticana. Melhor para o Furacão. Aos 37 minutos, em boa trama pela direita, Marco Ruben serviu Marcelo Cirino, que bateu forte, da entrada da área, sem chances para o goleiro Cleiton.

Na tentativa de buscar o empate, o técnico Rodrigo Santana voltou para o segundo tempo com Nathan e Otero na equipe. E as mudanças fizeram com que o Atlético-MG voltasse melhor do intervalo, sobretudo criando com bolas paradas de Otero, que assustou o goleiro Santos duas vezes nos minutos iniciais.

O Galo também teve boas chances com o ex-athleticano Vinícius, que por pouco não encontrou Papagaio na segunda trave, e também com um chute de Chará, aos 14 minutos, que desviou em Léo Pereira e forçou uma boa defesa do arqueiro rubro-negro.

O Furacão até tentou uma bola para matar o jogo, aos 27, em chute perigoso de Rony. Mas o goleiro Santos foi o grande nome da etapa final. Aos 30, Otero cobrou falta de longe e o camisa 1 espalmou. Mais tarde, aos 38, o arqueiro fez milagre e salvou duas vezes chutes de Nathan e Chará, garantindo a vitória do Athletico.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 1X0 ATLÉTICO-MG

Local: Arena da Baixada.
Data: Sábado, 17 de agosto de 2019.
Horário: 19h.
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA).
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Helcio Araújo Neves (PA).
Árbitro de vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ).
Assistentes de VAR: Rodrigo Batista Raposo (DF) e Daniel do Espírito Santo Parro (RJ).
Público e renda: 15.644 total | R$ 316.170,00.

Athletico: Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington, Bruno Guimarães e Marcelo Cirino (Nikão); Thonny Anderson (Bruno Nazário), Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes.

Atlético-MG: Cleiton; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Martínez (Nathan), Elias, Cazares (Otero), Vinícius (Geuvânio) e Chará; Papagaio.
Técnico: Rodrigo Santana.

Gol: Marcelo Cirino aos 38′ do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Adriano, Bruno Nazário e Marco Ruben (CAP); Martínez (CAM).