Lucho González, no jogo de volta da Libertadores contra o River Plate. (Divulgação/Athletico)

A derrota por 1 a 0 para o River Plate na noite desta terça-feira (01), em Avellaneda, na Argentina, decretou a eliminação do Athletico na Libertadores de 2020. Depois de jogar as partidas das oitavas de final da competição com desfalques significativos em razão, principalmente, dos testes positivos de covid-19, o Furacão viu o torneio internacional chegar ao fim. Para o volante Lucho González, uma batalha perdida, porém com pontos positivos a serem levados em consideração.

“Saímos com a cabeça alta. Sentimento de tristeza por ter sido eliminado de uma competição importante, mas ao mesmo tempo sabendo que lutamos de igual pra igual com um grande rival. Sabíamos que o River era o favorito, sabíamos que ficou mais favorito ainda com a situação que a gente estava atravessando. Mas ao mesmo tempo demonstramos para nós mesmos que com dedicação, esforço, esse grupo tem coisas importantes pela frente, sobretudo no Brasileiro. É isso que temos que aspirar daqui pra frente”, disse o volante, em entrevista coletiva ao final da partida.

Eliminado da Libertadores, restou ao Athletico a disputa do Campeonato Brasileiro em 2020. E será na competição nacional que o Furacão vai tenta conquistar uma vaga para retornar à Libertadores em 2021. Para isso, precisa subir na tabela de classificação e chegar ao G6.

“Por mais que a gente tenha sido eliminado, o balanço é positivo por tudo que passamos. Jogar com esse sentimento de sofrimento que o treinador pediu pra nós. Nosso grupo está muito bem. Agora é focar no Brasileiro para tentar voltar novamente para a competição, na qual o Athletico merece estar sempre”, diz o camisa 3.

Jogador mais experiente do grupo athleticano e referência para o elenco, Lucho faz questão de ressaltar o desempenho da equipe nesse momento da temporada. Com contrato até o final de fevereiro de 2021 com o Furacão, e ainda sem ter definido sobre aposentadoria ou sequência na carreira como atleta, o volante argentino de 39 anos prefere não falar sobre as decisões que vai tomar para 2021.

“Não é o momento para ficar falando disso. Como disse, temos que dar parabéns pelo grande esforço que tivemos, ressaltar isso. Acho que é o mais importante que a gente tem para falar nesse momento” complementa.

O Athletico volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado (05). O Furacão encara o Fluminense, às 19h, no Maracanã. Com 28 pontos, o time rubro-negro está na 12 colocação na tabela de classificação.