Autuori segue liderando o Athletico dentro de campo.(Divulgação/Athletico)

Um setor que inspira cuidado no Athletico nesta reta final da temporada da Série A é a primeira linha defensiva, em especial as laterais. Sem poder contratar até maio de 2021, por conta da punição imposta pela FIFA, o Furacão tem uma carência enorme tanto do lado direito quanto do lado esquerdo. Apenas Abner, lateral esquerdo, está disponível e é atleta de ofício para esta função, no lado direito, Khellven vive a mesma situação.

Sem opções, o head coach e, por enquanto, técnico, Paulo Autuori pode precisar improvisar nas funções dos dois jogadores caso algo ocorra dentro da competição. Se qualquer um dos dois atletas se machucarem, automaticamente um improviso deverá ser aplicado. O atacante e ponta esquerda Fabinho, é uma das opções para a lateral esquerda e no lado direito, o zagueiro Zé Ivaldo é o favorito para a posição caso seja necessário.

As opções no elenco que exercem o ofício na lateral seriam Jonathan, que por enquanto está na reta final de transição para voltar a ficar disponível. Já o jovem lateral esquerdo Nicolas, formado pelas categorias de base do Athletico, está emprestado ao Atlético Goianiense até o fim da Série A, no dia 28 de fevereiro de 2021.

Márcio Azevedo, se recupera de uma artroscopia no joelho direito e não deve ficar disponível tão cedo para integrar o elenco e Erick também precisa de cuidados e teve uma lesão muscular um pouco mais grave e por isso fica de fora até o fim do Brasileirão 2020.