Foto: Divulgação/Athletico

Diferentemente de Coritiba e Paraná Clube, o Athletico escolheu uma alternativa mais rápida para testar seus jogadores diante da pandemia do novo coronavírus. O Furacão escolheu a tecnologia Hilab, da Hi Technologies, para constatar, em quinze minutos, se atletas e membros da comissão técnica possuiam a covid-19. Os exames foram realizados na manhã desta quarta-feira e devem ser ampliados amanhã com os demais funcionários do clube.

Em entrevista à Banda B, o CEO e co-fundador da Hi Technologies, Marcus Figueiredo, explicou os ‘testes rápidos’ realizados pela equipe athleticana e disse que o clube aprovou a tecnologia e rapidez das análises clínicas, que possibilitam ao clube retornar aos treinamentos presenciais já nesta semana.

“O Athletico nos escolheu pois possuímos essa tecnologia para medir a resposta do corpo, com ‘testes rápidos’ por meio de anticorpos, e enviamos os dados via internet para um laboratório de análises clínicas. Em quinze minutos, já conseguimos divulgar os resultados dos pacientes”, contou. “Esse método, inclusive, consegue detectar não somente a presença do vírus, como também mostra se aquela pessoa já teve contato com a covid-19 e já está curada”, afirmou Figueiredo.

O CEO atesta a confiabilidade do teste, mesmo com a rapidez de resultado, mas salienta que a periodicidade e a análise médica continuam fundamentais durante a pandemia. “É necessário que exista uma constância nesses testes. A periodicidade irá variar muito de acordo com o grupo de pessoas. Pode acontecer a cada 7 dias, um mês… O importante é acompanhar os sintomas e acatar as decisões dos profissionais de saúde”, completou.