Eduardo Barros. (Geraldo Bubniak/AGB)

O Athletico foi comandado pelo técnico interino Eduardo Barros no empate em 1 a 1 com o RB Bragantino. O treinador assumiu o comando após a saída de Dorival Júnior e trabalha desde o começo da semana até uma decisão da diretoria se vai contratar um novo profissional.

Questionado sobre o assunto, o treinador admitiu que o pensamento é jogo a jogo, assim como foi no ano passado, quando assumiu interinamente no lugar de Tiago Nunes. “Posicionamento da diretoria foi muito similar ao do ano passado, quando assumi a equipe interinamente, e a comunicação foi similar. O meu pensamento foi igual e vou pensar jogo a jogo. Nós fizemos todos os esforços possíveis junto a comunicação técnica e jogadores para fazer o Red Bull e conquistar a vitória. Não conquistamos a vitória, infelizmente, mas ao menos pontuamos em uma competição difícil como o Brasileiro”, comentou.

Postura em campo

Apesar do tropeço, Barros elogiou a postura do Athletico em campo, mas lamentou a exposição da equipe no momento do empate do RB Bragantino. “Eu acredito que a equipe tentou. Houve nitidamente uma intensão de ser uma equipe agressiva, vertical e que direcionasse as ações, principalmente em direção ao gol adversário. Acredito até que faltou equilíbrio para entender se era momento de acelerar ou circular. Era um problema que esperávamos que poderia acontecer na partida”, analisou.

O treinador ainda destacou que a equipe não está da maneira esperada. “É natural que não esteja, mas o desejo de ser mais agressivo e vertical me agradou. A postura dos jogadores se dedicarem a essa postura foi positivo. No momento que a gente estava superior na partida e com a vantagem no placar, se expôs desnecessariamente. A gente poderia estar melhor equilibrada e sofreu contra-ataque. Ainda estamos bem distantes, mas demos um bom passo”, disse.

Com o empate em casa, o Athletico completou cinco jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. A próxima partida é no domingo (06), às 18h, contra o Vasco, na Arena da Baixada.