Márcio Lara e goleiro Santos participam da entrevista para explicar a polêmica. (Monique Vilela/Banda B)

O goleiro Santos foi absolvido, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), pelo uso do celular antes da partida do Atlético contra o xará mineiro, no último dia 13 de maio. A ação foi justificada pelo clube se tratando de uma campanha de marketing pelo “Maio Amarelo” para conscientizar o motorista a não usar o telefone no trânsito.

Santos foi denunciado com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “conduta contrária à disciplina e ética” e poderia pegar de um a seis jogos de gancho. Como foi absolvido, ele está confirmado com a camisa 1 para o clássico contra o Paraná, no próximo domingo (27).

Já o Atlético também foi absolvido pelo mesmo caso e poderia ter sido multado em até R$ 100 mil. De acordo com a regra 4 do futebol, é proibida a utilização de recursos eletrônicos de comunicação no gramado. O clube também respondeu pelo artigo 191, inciso I do CBJD, por deixar de cumprir a obrigação legal.

Entretanto, o clube foi multado em R$ 5 mil por atraso de dois minutos na entrada em campo e três minutos no reinício após o intervalo.