Jogador marcou pela primeira vez com a camisa do Athletico.; Foto: Geraldo Bubniak/AGB

O empate em 1 a 1 com o Bragantino nesta quarta-feira (02), na Arena, não foi o resultado esperado pelo Athletico, que mudou o comando do time justamente para tentar voltar a vencer dentro do Campeonato Brasileiro. Só que apesar de a vitória não ter vindo no comando do técnico interino Eduardo Barros, o atacante Geuvânio destaca a evolução do time rubro-negro apresentada nesse jogo.

“Tivemos uma melhora muito boa nesse jogo, controlamos bastante a partida, tivemos ações muito importantes. Mas precisamos escolher melhor o último passe. Um pouco mais de clareza para poder achar o companheiro bem posicionado”, diz o camisa 8.

Autor do gol athleticano no jogo, Geuvânio descreve o que foi trabalhando com os atletas para que essa evolução aconteça. E também admite que algumas falhas tem que ser consertadas.

“Pediram pra gente muita agressividade, paciência na circulação, jogar mais pra frente. Falta mais maturidade de matar a jogada. O Campeonato Brasileiro é muito difícil, tem que estar sempre fazendo pontos”, analisa.

Titular nos últimos dois jogos, Geuvânio também faz uma análise individual do que ele representam ao time. Uma evolução particular que ele espera que aconteça.

“Fiquei muito tempo parado. Por causa da pandemia acumulou isso. Estou voltando agora ao ritmo, me empenhando bastante para ficar bem fisicamente. Acredito que estou melhorando a cada jogo, e tenho muito a melhorar ainda”, finaliza.