Arena da Baixada pode receber as finais da Libertadores e da Copa Sul-Americana. (Geraldo Bubniak/AGB)

O presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Hélio Cury, se mostrou confiante acera da candidatura de Curitiba para sediar a final da Libertadores e da Copa Sul-Americana para os anos de 2021, 2022 ou 2023. O jogo aconteceria na Arena da Baixada, estádio do Athletico. O mandatário da FPF, juntamente com representantes do clube e dos governos estadual e municipal, se reuniu nesta segunda-feira (25) com a Conmebol, por videoconferência, para o início das tratativas.

Em entrevista à Banda B, Cury salientou que a estrutura de Curitiba e da Arena contam a favor da candidatura paranaense. “Temos grandes chances. O estádio do Athletico é moderno, possui o teto retrátil, já sediou Copa do Mundo e está localizado em uma região central da capital. Sem contar que o Aeroporto Afonso Pena é um dos melhores do Brasil, e a nossa rede de hotelaria é também muito boa”, analisou à reportagem.

Além da casa rubro-negra, a Conmebol – órgão máximo do futebol sul-americano – também estuda outras possibilidades para a final da Libertadores, como o Beira-Rio (Porto Alegre), Arena Corinthians e Morumbi (São Paulo), além de Mané Garrincha (Brasília), Castelão (Fortaleza), Arena Pernambuco (Recife), Maracanã (Rio de Janeiro) e Fonte Nova (Bahia).