O Athletico amargou a sua terceira derrota consecutiva. Neste domingo (2), mais uma vez o Furacão pouco criou, falhou na marcação e acabou perdendo por 1×0 para o Fortaleza, no Presidente Vargas, pela sétima rodada do Brasileirão.

Com o resultado, o Furacão parou nos 13 pontos e deixou a liderança do Campeonato Brasileiro, caindo para o quinto lugar. Já o Leão do Pici pulou para os dez pontos, ocupando a 11ª colocação.

Agora, o Rubro-Negro terá 11 dias de intervalo até a próxima partida, que está marcada para o duelo com o Criciúma, que acontece no dia 13 de junho, às 20h, na Ligga Arena, pela oitava rodda do Brasileirão. O Fortaleza joga na quarta-feira (5), contra o CRB, pelo jogo de ida da final da Copa do Nordeste.

Athletico peca no primeiro tempo

Mais uma vez apresentando dificuldades no setor ofensivo, o Athletico pouco criou e ao longo da etapa inicial deu apenas duas finalizações, ambas em chutes de fora da área e que passaram longe da meta de João Ricardo.

O Fortaleza também pouco conseguiu criar e isso era reflexo de uma partida truncada e que ficava presa no meio-campo, com os dois lados cometendo muitas faltas, mais preocupados em marcar o adversário do que em achar uma boa oportunidade de finalização.

E quando o primeiro tempo parecia terminar em 0x0, o Leão do Pici abriu um placar em uma jogada que parecia despretensiosa. Aos 44, Martínez arriscou um chute de fora da área sem direção, mas que desviou na marcação. Na cobrança do escanteio, Kuscevic se antecipou à marcação e, na saída de Bento, mandou para as redes

Segundo tempo com mais erros

Para a segunda, o técnico Cuca mexeu no Athletico, colocando a equipe mais à frente, com Di Yorio e Julimar entrando nos lugares de Pablo e Felipinho. Uma tentativa de pressionar o Fortaleza e que, a partir dos dez minutos surtiu um pequeno efeito, em duas chegadas com perigo com Di Yorio.

Só que durou pouco essa pressão e rapidamente o Fortaleza reequilibrou o confronto, não sofrendo mais lá atrás e explorando os contra-ataques, principalmente à medida que foi colocando os titulares que foram poupados, já visando a final da Copa do Nordeste contra o CRB.

Na reta final, Cuca deixou o time ainda mais ofensivo, com cinco homens de frente em campo e repetindo a dupla Di Yorio e Mastriani, apostando na bola aérea. Só que as oportunidades não surgiram e no fim, o Furacão escapou de levar o segundo gol quando Moisés perdeu três chances seguidas de marcar.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
1º Turno – 7ª Rodada

FORTALEZA 1×0 ATHLETICO

Fortaleza
João Ricardo; Tinga, Kuscevic, Tomás Cardona e Felipe Jonatan (Bruno Pacheco); Felipe Augusto (Zé Welison), Hércules e Martínez; Machuca (Pochettino), Breno Lopes (Moisés) e Renato Kayzer (Lucero). Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Athletico
Bento; Madson, Kaique Rocha, Thiago Heleno e Fernando (Mastriani); Erick, Felipinho (Julimar) e Christian (Zé Vitor); Canobbio (Zapelli), Nikão e Pablo (Di Yorio). Técnico: Cuca

Local: Presidente Vargas (Fortaleza-CE)
Árbitro: João Vitor Gobi (SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (FIFA-SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
VAR: Marco Aurelio Augusto Fazekas Ferreira (MG)
Gols: Kuscevic, 44 do 1º
Cartões amarelos: Pedro Augusto, Martínez (FOR); Felipinho, Madson, Christian, Zé Vitor (CAP)
Público:
Renda:
R$

Lance de Fortaleza x Athletico, pelo Brasileirão
Furacão pouco criou e teve dificuldades na marcação. Foto: Mateus Lotif/FEC

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Athletico perde para o Fortaleza e deixa a liderança do Brasileirão

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.