JadsonJadson reestreou pelo Athletico contra o Vasco. (Divulgação)

A vitória do Athletico por 3 a 0 sobre o Vasco foi especial para Jadson. O meia de 37 anos reestreou com a camisa rubro-negra aos 39 minutos do segundo tempo e criou jogadas que quase resultaram no quarto gol.

“Fiquei muito feliz em poder reestrear com a camisa do Athletico. Tive a oportunidade de voltar para cá para iniciar meus trabalhos, depois de um ano sem treinar. Fiquei dois meses e meio fazendo treinamento intensivo de dois períodos”, comemorou Jadson.

O meia ainda agradeceu ao técnico Paulo Autuori pela oportunidade de retornar aos gramados após um ano. “Tive o reconhecimento do Paulo [Autuori] para entrar. Foi importante estar naqueles minutos finais e voltar a sentir o gostinho de pisar nos gramados, ainda mais na Arena, que tive parte da minha história aqui. Então, tudo isso me deixou muito feliz”, disse.

“Entendo que pode ter aquela desconfiança de algumas pessoas. Mas vim para provar que tenho capacidade de voltar a jogar em alto nível, com o apoio de todos. Quero dar muitas alegrias ao torcedor athleticano”, acrescentou o jogador.

Mudança no número

Acostumado a jogar com a número 10, Jadson veste a 91 em seu retorno ao Athletico. “Sempre joguei com a camisa número 10. Como o Jorginho já estava usando aqui, me passaram a lista para escolher. Conversei com a minha esposa e meus filhos. Eu tenho o Salmo 91 tatuado no meu braço. Acredito muito em Deus e sou grato a ele por tudo que conquistei. Além disso, o 9+1 também dá 10. Então foi a minha escolha”, explicou.