Aos 38 anos, o volante Fernandinho coleciona experiências ao longo da carreira. Revelado pelo Athletico, nos primeiros anos já somou vice-campeonatos do Brasileirão (2004) e Libertadores (2005). Depois, passou por Shakthar Donetsk, da Ucrânia, e Manchester City, onde trabalhou com Guardiola e empilhou títulos.

Porém, nem tudo foi só alegria na carreira do atleta, que ficou muito marcado por falhas nas duas Copas do Mundo que disputou, em 2014, no Brasil, e 2018, na Rússia. Mas, especialmente no Mundial em casa, o atleta foi muito criticado e cobrado pelos erros na goleada por 7×1 sofrida para a Alemanha. Segundo ele, alguém tinha que ser responsabilizado pelo maior vexame da história da seleção.

“É cultura brasileira. Nunca fui um cara midiático, que troca mensagens com jornalistas para falar bem de mim. Perdemos uma Copa em casa tomando sete gols, alguém tinha que pagar o pato e ser o responsável. E eu fui um deles. E é um tipo de coisa que não muda. Mas eu não absorvo isso e isso não define quem eu sou”, afirmou Fernandinho, em entrevista ao podcast Denilson Show.

Athletico será um dos maiores da América do Sul

Com contrato até o final da temporada, Fernandinho espera terminar o ano do centenário do Furacão com um título de expressão, o que ainda não conseguiu pelo clube que o revelou. Mas, se a taça não vier agora em 2024, o volante aposta que nos próximos anos certamente virão, até pela estrutura que o Rubro-Negro construiu ao longo das últimas temporadas.

A expectativa é que nos próximos anos o Athletico seja protagonista como um dos principais clubes da América do Sul, ganhando títulos e, o principal de tudo, começar a ter melhores campanhas no Campeonato Brasileiro”, cravou o atleta.

O Athletico é uma SAF desde sempre. Uma SAF sem ser SAF, que sempre foi administrada como empresa e tem colhido frutos. Quando saí em 2005, o Athletico estava em construção e buscando lugar nos cenários nacional e internacional. Com as vendas, estruturou CT, estádio e agora investe em jogadores”, completou.

Fernandinho, volante do Athletico
Fernandinho não se incomoda com críticas por conta do 7×1 do Brasil para a Alemanha em 2014, Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Fernandinho fala sobre ser vilão de Copa do Mundo e projeta Athletico: “será protagonista”

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.